Página 5 de 6

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: terça abr 30, 2013 5:04 am
por Espirito_eterno
Que legal Rick, é desse tipo de exercício que eu falo, altissima intensidade por curto período até a fadiga total. Agora sobre espíritos eu não acredito que porque nossa intenção é boa, nos livramos de companhias automaticamente, infelizmente precisamos superar o vício, o desejo de comer besteira acredito ser um sinal das nossas companhias ou más energias. Não somos diferentes daqueles que comem isso ou deixam de comer aquilo enquanto temos essas vontades. É só minha opinião é claro!

Até mais e valeu.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: terça abr 30, 2013 5:15 am
por rickadm
Estou vendo agora o documentário que o Espírito Eterno recomendou (Fat, Sick and Nearly Dead).
É muito estranho ver os americanos falarem de comida. Eles estão super felizes com as suas Fast Foods, e muitos deles falaram que provavelmente morrerão com 55 anos, e mesmo assim eles não se importam, o importante é comer. Eles vêem como uma loucura total uma pessoa passar 60 dias só bebendo batidos de frutas com vegetais, 4 vezes por dia. Que estranho. Acho que se alguém falar para eles sobre o viver de luz, deve dar um curto circuito nos cérebros deles... hehehehehe
Quando ouço as pessoas falarem assim da comida, eu me sinto vivendo em um mundo de drogados. As pessoas se comportam exatamente da mesma forma que um drogado. O importante é usar a droga, mesmo que a pessoa viva só mais alguns anos. A droga está em primeiro lugar. É exatamente o que acontece com a comida, portanto comida só pode ser classificada como droga. Eu ainda estou neste mundo dos drogados, mas já consegui me livrar pelo menos da carne vermelha, da carne de grango (falta o peixe), do leite, dos ovos, e estou progredindo cada vez mais, de forma bem sólida, isto é, estou chegando a um ponto em que a única opção disponível será deixar de comer, pois não terei mais vontade de comer mais nada...
É incrível a lavagem cerebral que se faz nos Estados Unidos. As pessoas tem como prioridade número 1 na vida "comer". Está acima de tudo. Mesmo que a pessoa esteja muito doente, ela prefere se entupir de remédios do que mudar a alimentação, mesmo que isto faça com que ela acabe morrendo dentro de uns poucos anos. Sem dúvida nenhuma, comida é exatamente igual às drogas. Estamos no planeta dos malucos... hehehehehe
Os Estados Unidos é o paraíso para a indústria alimentícia e para a indústria farmaceutica, muito mais do que em qualquer outro país do mundo.
A comida tem um papel fundamental na redução drástica, rápida e eficiente da população mundial. Graças à comida, temos 7 bilhões de pessoas no mundo. Caso contrário talvez já teríamos umas 30 bilhões e teríamos gravíssimos problemas de superpopulação.... hehehehehe

Abraços
Rick

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: terça abr 30, 2013 5:31 am
por rickadm
O que eu quis dizer é que estes espíritos tem muito mais facilidade de satisfazer os seus desejos com as pessoas que tem vários vícios ao mesmo tempo (cigarro, alcool, drogas e comida) e se entregam completamente aos seus vícios do que conosco, que estamos até pensando em deixar de comer. Para que eles se contentariam com tão pouco se podem ter muita satisfação dos seus desejos (espíritos) ?
O que eu acho que conta bastante é o corpo emocional, o stress, a ansiedade, estar aborrecido, triste, etc.
Eu muitas vezes não tenho fome nenhuma e nem vontade de comer, e nestes momentos eu como mesmo sem fome e sem vontade de comer, e acabo por não ter prazer nenhum do que eu como, e com isto, o vazio não é preenchido nem um pouquinho. Não há absolutamente vantagem nenhuma em fazer isto. É só lixo para o organismo ter que se livrar depois. Felizmente nestes casos não como nada pesado. Sõ umas torradas com um poquinho de manteiga e um suco de laranja. De qualquer forma é uma completa idiotice fazer isto, pois não tenho nem o prazer. Mas faço isto mais pela experiência, para eu verificar como me sinto, para verificar se me sinto melhor e se tenho algum prazer, mas não muda nada. Eu só fico mais cheio e me sinto mal. As experiências são muito importantes.

Os exercícios que eu falei não são até a pessoa não aguentar mais, isto é, não pode ser por longos períodos. Tem que ser sempre com grande intensidade e parar depois de 1 ou 2 minutos. Se a pessoa estiver esgotada, tudo bem, mas se não estiver, pára mesmo assim, depois destes 2 minutos, pois o objetivo é ativar todo o corpo, sem gastar energia em excesso e sem desgastar o organismo. É claro que o importante é a pessoa se sentir bem. Cada organismo é diferente. Não existem regras. Cada um tem que experimentar e ver como se sente. Para algumas pessoas pode funcionar muito bem, e para outras talvez seja necessário correr intensamente por mais tempo. Tudo depende de cada pessoa. Mas como em tudo, o excesso é sempre prejudicial, e então cada pessoa tem que encontrar qual é o seu excesso, e parar sempre antes de atingí-lo. Mas por outro lado, quanto mais cansada a pessoa estiver, mais ela vai conseguir relaxar, pois torna-se a única opção disponível... hehehehe

Abraços
Rick

Espirito_eterno Escreveu:Que legal Rick, é desse tipo de exercício que eu falo, altissima intensidade por curto período até a fadiga total. Agora sobre espíritos eu não acredito que porque nossa intenção é boa, nos livramos de companhias automaticamente, infelizmente precisamos superar o vício, o desejo de comer besteira acredito ser um sinal das nossas companhias ou más energias. Não somos diferentes daqueles que comem isso ou deixam de comer aquilo enquanto temos essas vontades. É só minha opinião é claro!

Até mais e valeu.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: terça abr 30, 2013 6:34 am
por rickadm
Acabei de ver o documentário. É muito legal.
Só de ver a situação dos caras me fez me sentir mal.
Ser ultra gordo deve ser muito ruim. A pessoa deve se sentir péssima...
Deu para ver vários exemplos de como a alteração na alimentação altera a vida da pessoa.
Quando a pessoa tem uma alimentação leve, a pessoa se sente leve, mas uma pessoa que não coma absolutamente nada (que viva apenas de prana e nada mais), eu acredito que a pessoa se sinta mais que leve, que se sinta voando... Esta experiência eu quero ter !!!

Abraços
Rick

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: terça abr 30, 2013 3:57 pm
por Espirito_eterno
É mesmo Rick, parece que as pessoas não ligam muito para sua vida, ou pelo menos não dão valor a sua saúde, se rendem aos vícios sem nem pensar em sair algum dia, muito triste, mas fazer o que? Acho que podemos ajudar somente mudando a nós mesmos e sendo o exemplo vivo, como no caso do camioneiro, o australiano e a mulher. (isso serve para pelo menos diminuir os preconceitos)

Até mais.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: terça abr 30, 2013 4:31 pm
por Espirito_eterno
Rick, sobre os espíritos eu acho que é possível isso por existir bem mais espíritos do que humanos na terra, como você disse quem sabe o planeta tivesse 30 bilhões de pessoas, isso implica que alguns espíritos podem sobrar para nós, mas é o que eu acho, não tenho certeza, nunca senti presenças desses tipos (ou minha percepção não foi tão aguçada para sentir).
Sobre exercício, se fazer ou não até a fadiga é bom, ou até perto da fadiga eu não sei dizer, é como você disse, individual, cada um tem uma potencia, o que pode ser grande esforço para um (andar), para outro é brincadeira de criança, e esse outro pode se esforçar muito para correr o mais rápido possível. Acho que isso tem a ver com o potencial da pessoa, e dedicação máxima a atividade, mas é claro que pode ter uma pessoa que aguenta correr a 42km/h sem para por 35 minutos, o que eu não acho que tira o mérito da atividade dessa pessoa pelo tempo que correu, visto o fato que essa se dedicava ao máximo, porém aguentou mais que os 15 minutos.

Até mais.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: sexta mai 03, 2013 1:43 pm
por alemmarinho
Olá!!

Rick

Realmente a vida é um quebra cabeças. Com relação ao caminho que estais tomando observo como sendo complicado. Digo porque antes de ouvir falar do viver de luz também usava esta técnica de saturação. Por exemplo quando fica gripado eu começava a tomar gemada com mel e leite e depois acabava vomitando tudo e a gripe ia junto só que era muito sofrido, posi ficava um bom tempo corisando, escarrando e sentindo mal estar. E agora que descobri que o virus precisa de proteina para se manter inverti o jogo, ao não comer mais carne e nem beber leite o virus tenta entrar no corpo mas não consegue sobreviver e assim desde que usei esta técnica não tive mais este tipo de gripe. Experimentei também saturar comendo muito chocolate e acabei ganhando uma dor de barriga. :), Tentei também isto com refrigerante e carnes em geral, porém mentalmente não alterou muita coisa. Assim é muito perigoso esta técnica pois a saturação pode levar a uma overdose e dificilmente vc vai eliminar o registro disto em suas células. Mudando a forma de agir. Por isto resolvi abordar o assunto de outro ponto de vista, onde agora faço o contrário, ou seja, mudo habitos e depois que o sangue e amente estiver limpos percebo que o gosto daquela coisa muda e também o cheiro incomoda e assim o resultado é mais prático.
Depois que percebi isto ficou fácil a lidar com a mente pré condicionada. O Jericho Sunfire diz o seguinte." Quando comemos comidas mortas matamos o nosso corpo e
quando nos alimentamos de comidas vivas damos vida ao corpo". E a partir dai constatei que é um fato fazendo esta experiencias. E assim quando me alimento de frutas, vegetais e folhas frescas o corpo se revigora, a mente fica leve e seu corpo passa a ser um veiculo apurado, agora quando o alimento esta morto o corpo fica pesado e a mente acompanha o estado do corpo. Então conclui que os resultados são muito mais rápidos e como presente vc vai ganhando liberdade na mente e o corpo vai ficando livre das toxinas e este é o FATO. Outro detalhe é que as células são completamente reprogramadas em 7 anos e se vc não parar de inserir a quimica no corpo dificilmente vai quebrar o ciclo bioquímico onde gera a dependência psicoquimico. E assim entendi que o corpo tem que ser reprogramado e só existe esta maneira, ou seja, deixando entrar no corpo somente o que a mente sabe que ira causar na programação celular e tem que ser como se fosse uma limpeza, pois as celulas limpas se reprogramam para funcionar de forma limpa e a mente vai sentindo os efeitos contrários que são fantásticos, pois no caso contrário não acontece, pois ao saturar o corpo a mente e a quimica do corpo ainda ficam presa na necessidade desta limpeza.
E assim entendi através do processo de 21 dias que isto é um fato, e assim é a maneira mais prática de reprogramar as celulas numa cajada só.
Viver de luz é meu objetivo agora estou estudando os caminhos

Abraço

Harmonia e Luz é o caminho. :sol:


rickadm Escreveu:Olá Zame e Alemmarinho !!!

É muito legal ver pessoas como vocês, que tem determinação, coragem e disciplina para escolher e manter-se neste caminho do viver de luz.
É um caminho com muitos desafios. É complicado. Cada um tem a sua experiência única e pessoal, mas é uma grande transformação em
vários níveis, todos ao mesmo tempo. Eu estou neste ponto do "começar / não começar" já a muito tempo. Para mim é algo inevitável, é algo
que eu gosto muito, atrai-me muito e fascina-me muito. Não tenho muita experiência no assunto, mas sei que é complicado, que implica em muitos desafios. E acredito que a pessoa deve se sentir muito sozinha, pois é raríssimo encontrar alguém que compreenda isto em um mundo completamente formatado para tantos tipos diferentes de alimentação e tantos tipos diferentes de sabores.
Neste momento, a minha situação é a seguinte: Eu como tudo o que eu tenho vontade, excluindo carne, leite e ovos, pois não sinto vontade nenhuma de ingerir nenhum destes três, mas também não sou vegetariano, pois quase não como vegetais. Em relação à carne, ainda como a carne dos peixes, como o atum na pizza e muito raramente salmão em postas. Basicamente como só porcariadas, doces, pizzas, enfim, tudo o que eu tiver vontade de comer. Como até que eu não aguente mais e fique me sentindo cheio, cansado, fraco e as vezes com dor de cabeça. Estou me rendendo completamente aos vícios alimentares. O meu objetivo é verificar se existe um limite, um ponto de saturação. Existem bem poucas coisas que eu gosto, e acabo comendo sempre as mesmas coisas. Acredito que quando eu alcançar um ponto em que eu já não sinta vontade de comer nada, eu esteja muito mais preparado para lidar com a fase do pós processo dos 21 dias. Já estou vendo muitos progressos, pois quase já não sinto prazer em comer coisas que antes me davam muito prazer. A lista de coisas que eu comia, está ficando cada vez menor, e eu continuo testando, continuo comendo, de vez em quando aquilo que antes me dava muito prazer, para ter certeza absoluta de que estou mesmo livre da coisa. Um exemplo são uns cereais com recheio de chocolate. São caixas de 450 gramas (quase meio quilo de doce) e eu passei várias semanas comendo uma caixa inteira por dia. Cheguei até a comer 2 caixas em um único dia, mas aí eu ficava muito mal. Demorou para eu deixar de ter vontade de comer estes cereais, mas depois que se passaram 2 dias sem comê-los, comprei mais uma vez para ver como me sentia, e o prazer foi de apenas 50% do que eu sentia antes. Hoje comprei novamente e não consegui comer a caixa toda e o prazer foi de apenas 20%. Portanto, já estou realmente livre deles. Neste momento há pouquíssimas coisas que me dão vontade de comer, e quase nunca eu como por fome. Geralmente como apenas por ansiedade ou por estar desanimado com a vida. Este tem sido o meu caminho. O que eu espero conseguir é que quando eu estiver no estágio em que vocês estão, eu não ter vontade de comer nada. Não sei se é uma boa estratégia, mas cada um tem o seu caminho.

Tenho agumas perguntas para vocês dois. É um aspecto que quase nunca vejo discutido neste fórum, mas que eu considero importantíssimo, pois tudo está ligado. Temos o corpo físico, o corpo emocional, o corpo mental e o corpo espititual, temos campos energéticos, temos chackras, etc.
Como vocês vêem a parte energética de vocês ?
Como está a sensibilidade ?
Como estão os sentidos ? Mais sensíveis ?
A visão que vocês têm do mundo se alterou ?
E a meditação continua ?
E o sungazing ?
E a respiração ? Tem ficado mais flúida ? Mais leve ?
E a quantidade de energia disponível ? Você se cansa fácil ou não ?
E o contato com a natureza ? Você se sente mais ligado(a) à natureza ?
E as crenças ? Se alteraram ?
E a parte afetiva em relação às outras pessoas, em relação aos animais, à natureza, ao planeta, houve alterações ?
E os sonhos, se alteraram ?
E as emoções ?
E o amor, a compaixão, o carinho ? Você sentiu que houve alterações ?
Os problemas emocionais se intensificaram ?
Você descobriu partes de você que não conhecia antes ?

Bom, não espero que estas perguntas sejam todas respondidas. Mas se você(s) quiser(em) responder algumas delas, eu gostaria muito de ouvir.

Abraços
Rick

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: sábado mai 04, 2013 2:09 am
por rickadm
Olá Alemmarinho

Não, eu não estou tentando sobrecarregar o meu organismo para que ele acabe rejeitando as coisas devido ao sofrimento que eu o forcei a passar ao sobrecarregar o organismo com algo.

O que eu estou fazendo é permitir-me saciar completamente toda e qualquer vontade até o limite. Isto é, permitir-me comer o que eu tiver vontade de comer, sem me limitar. Deixar o vício dominar-me completamente, permitindo que ele cresça até onde ele quiser. O que acabou acontecendo com os cereais foi que eu comprava sempre 1 caixa por dia. Todos os dias eu ia ao supermercado e comprava mais uma caixa, chegava em casa e comia a caixa toda (só o conteúdo...) em meia hora. Quando eu fazia isto um pouco antes de ir dormir, eu levantava à noite umas 5 vezes ou mais para beber água, pois os cereais sugavam a água do meu organismo (deduzo). O que acabou acontecendo a uma semana atrás é que o vício atingiu o seu limite. cresceu o máximo que pode, e depois foi desaparecendo super rápido. Depois de ter desaparecido, eu ainda comprei cereais umas 3 ou 4 vezes só para ter certeza absoluta de que eu estava mesmo livre deles e a conclusão absoluta é que sim, pois já não sinto quase prazer nenhum. O prazer que era de 100% passou agora a ser entre 5% e 10%, e diminui a cada caixa que compro.

Portanto eu não preciso me forçar a não os comer mais, pois a vontade foi embora completamente. Neste momento só tenho que me livrar de uma bolacha que tem um recheio bem parecido com o dos cereais... hehehehe. Um vício desapareceu e apareceu outro. Mas eu sinto que estas bolachas não me fazem bem. Eu já estou cansado deste jogo da comida e dos doces. Sinto que estou já bem próximo de começar a me preparar definitivamente para deixar de comer. Já senti que estava neste ponto por várias vezes. Bom, será quando for. Tudo tem a hora certa e tudo acontece quando deve acontecer, nem antes e nem depois. Neste momento só tenho comido frutas biológicas. Então minha "alimentação" é composta de bolachas, pizza e pão.
A cada momento minha alimentação fica mais restrita, sem eu planejar nada. Mas tenho sempre a idéia de que o meu objetivo é deixar de comer, e como é óbvio isto vai fazendo com que a minha alimentação vá se restringindo cada vez mais até que chegue o ponto em que eu deixe de comer por não existir nada que eu tenha vontade. Atualmente há várias vezes que não tenho fome e nem vontade de comer nada, e mesmo assim eu como. Não me forço, mas como só para acelerar o processo de saturação dor organismo e também por motivos emocionais, tipo ansiedade, tédio, etc.

O que eu acredito que seja realmente bem sólido é aquilo que você não precisa lutar contra. Eu vejo bem o exemplo da carne. Atualmente, se me puserem um prato de carne na minha frente, dependendo do aspecto da carne e dependendo do cheiro, é bem possível que eu nem tenha tempo de levantar da mesa e vomite em cima da carne. Portanto a carne (de vaca e de porco) estão 100% fora da minha realidade, não preciso lutar contra, não preciso usar nenhuma força de vontade e nenhuma energia para lutar contra. A de frango estou 98% livre, mas não chegaria ao ponto de vomitar. O peixe, se for salmão ou atum, ainda posso comer, embora quase já não tenha prazer em comer.

Quase tudo que eu tenho comido não tem me dado prazer, com excessão de frutas biológicas, como laranjas. Tenho bebido muito suco de laranja. Eu nunca em toda a minha vida dei alguma atenção para a alimentação ou para a nutrição, isto é, eu nunca comi nada por fazer bem e nem por seus valores nutritivos e nunca tomei suplementos alimentares. O que eu acredito atualmente é que o corpo humano é perfeito e que não necessita de nada externo para se manter funcionando, portanto para mim não existe alimentação e nem nutrição. Tudo o que entra pela boca, ou o que é absorvido pela pele faz mal para o corpo, sem excessão. Até a água é prejudicial se o corpo já estiver 100% limpo de todas as toxinas. Mas como existe a poluição no ar, o corpo nunca chega a ficar 100% limpo, e portanto a água é sempre útil, nem que seja meio copo de água por dia, só para ajudar (facilitar) a eliminar o lixo. Mesmo frutas biológicas fazem mal, de acordo com o que eu acredito. A questão é o quanto mal as coisas fazem. Enquanto a carne pode matar uma pessoa em 30 anos, as frutas matam em, por exemplo 200 ou 300 anos, e como as pessoas só vivem até os 100, na prática podemos desconsiderar completamente que frutas façam mal, mas para quem queira viver mais de 200 anos, deve considerar seriamente não comer nem frutas. Isto é teoria e deduções e crenças pessoais minhas. Mas basicamente acredito que não precisemos de absolutamente nada externo para viver.

Só um dado interessante que prova, sem dúvida nenhuma que a carne mata muito rapidamente, mesmo sendo carne biológica. Os esquimós vivem 100% do tempo na neve. Não há vegetais e nem frutas disponíveis, portanto a dieta deles é 100% carne biológica (sem vacinas, nem rações com agrotóxicos) e a média de vida deles é de 37 anos. Portanto isto prova inquestionavelmente que a carne é responsável por uma morte muito rápida. Eles não morrem por causa do frio, pois se fosse assim, nunca viveriam mais de 15 anos, pois as crianças e os velhos é que são mais frágeis e sucetíveis a morrerem com o frio. Se a pessoa atingiu a idade adulta, já não morre facilmente de frio. E se a pessoa morre com 37 anos ou menos, o único motivo é com certeza a carne.

E mesmo a necessidade do ar é questionável. Será que um organismo 100% limpo e com fluxo muito intenso de prana, precisa do ar para viver ?
Acredito que não. Há Iogues que são enterrados vivos por uma semana ou mais e quando são desenterrados estão bem. Bom, mas isto já seria algo avançado demais para este fórum. Vamos nos restringir ao viver de luz. Talvez no futuro, quando o viver de luz for normal, nós criaremos um fórum para discutir o "viver sem respirar"... hehehehehe

Abraços
Rick

alemmarinho Escreveu:Olá!!

Rick

Realmente a vida é um quebra cabeças. Com relação ao caminho que estais tomando observo como sendo complicado. Digo porque antes de ouvir falar do viver de luz também usava esta técnica de saturação. Por exemplo quando fica gripado eu começava a tomar gemada com mel e leite e depois acabava vomitando tudo e a gripe ia junto só que era muito sofrido, posi ficava um bom tempo corisando, escarrando e sentindo mal estar. E agora que descobri que o virus precisa de proteina para se manter inverti o jogo, ao não comer mais carne e nem beber leite o virus tenta entrar no corpo mas não consegue sobreviver e assim desde que usei esta técnica não tive mais este tipo de gripe. Experimentei também saturar comendo muito chocolate e acabei ganhando uma dor de barriga. :), Tentei também isto com refrigerante e carnes em geral, porém mentalmente não alterou muita coisa. Assim é muito perigoso esta técnica pois a saturação pode levar a uma overdose e dificilmente vc vai eliminar o registro disto em suas células. Mudando a forma de agir. Por isto resolvi abordar o assunto de outro ponto de vista, onde agora faço o contrário, ou seja, mudo habitos e depois que o sangue e amente estiver limpos percebo que o gosto daquela coisa muda e também o cheiro incomoda e assim o resultado é mais prático.
Depois que percebi isto ficou fácil a lidar com a mente pré condicionada. O Jericho Sunfire diz o seguinte." Quando comemos comidas mortas matamos o nosso corpo e
quando nos alimentamos de comidas vivas damos vida ao corpo". E a partir dai constatei que é um fato fazendo esta experiencias. E assim quando me alimento de frutas, vegetais e folhas frescas o corpo se revigora, a mente fica leve e seu corpo passa a ser um veiculo apurado, agora quando o alimento esta morto o corpo fica pesado e a mente acompanha o estado do corpo. Então conclui que os resultados são muito mais rápidos e como presente vc vai ganhando liberdade na mente e o corpo vai ficando livre das toxinas e este é o FATO. Outro detalhe é que as células são completamente reprogramadas em 7 anos e se vc não parar de inserir a quimica no corpo dificilmente vai quebrar o ciclo bioquímico onde gera a dependência psicoquimico. E assim entendi que o corpo tem que ser reprogramado e só existe esta maneira, ou seja, deixando entrar no corpo somente o que a mente sabe que ira causar na programação celular e tem que ser como se fosse uma limpeza, pois as celulas limpas se reprogramam para funcionar de forma limpa e a mente vai sentindo os efeitos contrários que são fantásticos, pois no caso contrário não acontece, pois ao saturar o corpo a mente e a quimica do corpo ainda ficam presa na necessidade desta limpeza.
E assim entendi através do processo de 21 dias que isto é um fato, e assim é a maneira mais prática de reprogramar as celulas numa cajada só.
Viver de luz é meu objetivo agora estou estudando os caminhos

Abraço

Harmonia e Luz é o caminho. :sol:

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: sábado mai 04, 2013 1:57 pm
por pirondi
Pelas minhas proprias experiencias, o desejo da comida vem por 2 caminhos: 1:Impulso biologico, quando o proprio corpo decide que precisa de nutrientes 2: Impulso emocional, quando o corpo se encontra sobrecarregado com algum tipo de energia, e ele procura a forma mais facil de descarregar esse estado emocional como: Comida,sexo e qualquer outro coisa que distraia ou gere energia facilmente.

Em uma das diversas vezez que fiquei em jejum teve uma em especifica que foi uma experiencia bem interessante, foram 8 dias de jejum, do qual eu não senti em nenhum momento vontade de comer nada. Sendo que geralmente como todo mundo, sempre existia o impulso para comer. Nessa epoca especifica, eu estava em um estado emocional bem elevado, tinha 0% de preocupação e tudo estava indo bem, esse fato fez com que minha energia emocional facilmente suprimisse os impulsos de fome pelo lado emocional, e pelo lado fisico, eu estava tentando fazer o processo de viver de luz, entaum provavelmente algo interferiu no fato do corpo fisico não pedir por comida.

Mas enfim, acho que o mais dificil de ter um corpo humano, é controlar o emocional. Pois é algo que não é consciente e que exige conhecimento para poder transformar em consciente. O instinto animal é muito forte, estou a 5 anos tentando dominar minha energia emocional, mas até hoje tenho tido grandes dificuldades em ter dominio da minha disciplina. O corpo humano ja tem uma serie de instintos que geram energias vamos dizer de nivel 5 a 10 sem esforço nenhum, quando estamos com fome por exemplo, e pra podermos gerar esse nivel de energia conscientemente e suprimir o instinto animal, é algo que exige estudo,pratica, e tempo.

Quando eu digo disciplina eu digo coisas como: Meditar por 3 horas todo dia, Não comer nada que não seja natural, Estudar/Trabalhar por 12 horas por dia, tomar banho gelado, não se distrair e se concentrar no que precisa ser feito. Eu ja melhorei 70% em relação a 5 anos atrás, mas ainda tenho dificuldades em manter uma consistencia emocional, ainda mais que minha vida pessoal é bem pesada emocionalmente. Quando não tenho problemas na vida pessoal, consigo ter disciplina, mas quando algo acontece, até meditar por 10 minutos se torna algo impossivel.

Eu diria que pra qualquer pessoa sem estudo sobre a psicologia humana, a chance de falhar no controle dos impulsos seria muito grande, é algo muito dificil, e fica comprovado pela situação atual de nossa civilização.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: sábado mai 04, 2013 3:16 pm
por alemmarinho
Olá!!

Rick

A propósito todas nossa discussões nos leva a um ponto em comum.
O PROBLEMA NÃO É VIVER DE LUZ
Mas desprogramar todas as travas mentais e quimicas do organismo e com isto estamos na verdade é buscando caminhos
para tal desprogramação e isto sim é o FATO.
Sim ja ouvi falar do fato de nem ar precisar, mas se verificarmos todas nossas memórias são baseadas justamente
que ao nascermos recebemos um incentivo para respirar e assim iniciar a chamada VIDA, seria ai o inicio de todos os paradigmas?? Estamos mortos vivos para a verdadeira existência, presos num áquario onde o próprio corpo é a bolha de água que nos mantem refens de nós mesmos, e ao alimentarmos a crença que a VIDA fisica seja a existência limitamos nossas mentes à verdadeira realidade por trás do vel criado em nossas mentes?? Isto realmente é fantastico.
O fato é que nossos AVATARES estão mentalmente criando a realidade e realimentando pela mente esta realidade o problema agora é descobrir como furar este bloqueio, onde nos é negado esta informações, por que será??
Talvez ai entre o interesse de terceiros em manter este vél, mesmo que seja de forma subliminar, fazendo parecer que tudo seja criação do chamado ser humano que nem sabe o que realmente é.
Outra coisa interessante que notei foi o seguinte:
As minhocas, as galinhas, os porcos, os peixes, os bois e os animais em geral se alimentam da natureza e o residuo desta alimentação volta para a natureza produzendo o ciclo de vida sem problemas. Agora quando o ser humano começa a imita-los e a se alimentar a merda do ser humano vira doenças, virus, bactérias que ao entrar em contato com estes mesmos animais acabam morrendo. Será que isto é um sinal que a raça humana simplesmente nem sabe o que é e ao imitar os irracionais se perde em si?? Observe e veja que interessante este ponto de vista.
Por isto tudo que falou para mim é tranquilo, pois percebo que o mistério é simplesmente não sabermos o que realmente somos e assim incapazes de saber do que realmente somos capazes frente à limitação que co-criamos por sermos programados por quem detem tais informações até porque seria um risco que poderia por a perder todo o dominio sobre a raça humana, que hoje segue passivamente numerada e no curral chamado planeta terra.
Então vamos em frente porque a busca continua.

Abraços

Harmonia e luz. :sol:


rickadm Escreveu:Olá Alemmarinho

Não, eu não estou tentando sobrecarregar o meu organismo para que ele acabe rejeitando as coisas devido ao sofrimento que eu o forcei a passar ao sobrecarregar o organismo com algo.

O que eu estou fazendo é permitir-me saciar completamente toda e qualquer vontade até o limite. Isto é, permitir-me comer o que eu tiver vontade de comer, sem me limitar. Deixar o vício dominar-me completamente, permitindo que ele cresça até onde ele quiser. O que acabou acontecendo com os cereais foi que eu comprava sempre 1 caixa por dia. Todos os dias eu ia ao supermercado e comprava mais uma caixa, chegava em casa e comia a caixa toda (só o conteúdo...) em meia hora. Quando eu fazia isto um pouco antes de ir dormir, eu levantava à noite umas 5 vezes ou mais para beber água, pois os cereais sugavam a água do meu organismo (deduzo). O que acabou acontecendo a uma semana atrás é que o vício atingiu o seu limite. cresceu o máximo que pode, e depois foi desaparecendo super rápido. Depois de ter desaparecido, eu ainda comprei cereais umas 3 ou 4 vezes só para ter certeza absoluta de que eu estava mesmo livre deles e a conclusão absoluta é que sim, pois já não sinto quase prazer nenhum. O prazer que era de 100% passou agora a ser entre 5% e 10%, e diminui a cada caixa que compro.

Portanto eu não preciso me forçar a não os comer mais, pois a vontade foi embora completamente. Neste momento só tenho que me livrar de uma bolacha que tem um recheio bem parecido com o dos cereais... hehehehe. Um vício desapareceu e apareceu outro. Mas eu sinto que estas bolachas não me fazem bem. Eu já estou cansado deste jogo da comida e dos doces. Sinto que estou já bem próximo de começar a me preparar definitivamente para deixar de comer. Já senti que estava neste ponto por várias vezes. Bom, será quando for. Tudo tem a hora certa e tudo acontece quando deve acontecer, nem antes e nem depois. Neste momento só tenho comido frutas biológicas. Então minha "alimentação" é composta de bolachas, pizza e pão.
A cada momento minha alimentação fica mais restrita, sem eu planejar nada. Mas tenho sempre a idéia de que o meu objetivo é deixar de comer, e como é óbvio isto vai fazendo com que a minha alimentação vá se restringindo cada vez mais até que chegue o ponto em que eu deixe de comer por não existir nada que eu tenha vontade. Atualmente há várias vezes que não tenho fome e nem vontade de comer nada, e mesmo assim eu como. Não me forço, mas como só para acelerar o processo de saturação dor organismo e também por motivos emocionais, tipo ansiedade, tédio, etc.

O que eu acredito que seja realmente bem sólido é aquilo que você não precisa lutar contra. Eu vejo bem o exemplo da carne. Atualmente, se me puserem um prato de carne na minha frente, dependendo do aspecto da carne e dependendo do cheiro, é bem possível que eu nem tenha tempo de levantar da mesa e vomite em cima da carne. Portanto a carne (de vaca e de porco) estão 100% fora da minha realidade, não preciso lutar contra, não preciso usar nenhuma força de vontade e nenhuma energia para lutar contra. A de frango estou 98% livre, mas não chegaria ao ponto de vomitar. O peixe, se for salmão ou atum, ainda posso comer, embora quase já não tenha prazer em comer.

Quase tudo que eu tenho comido não tem me dado prazer, com excessão de frutas biológicas, como laranjas. Tenho bebido muito suco de laranja. Eu nunca em toda a minha vida dei alguma atenção para a alimentação ou para a nutrição, isto é, eu nunca comi nada por fazer bem e nem por seus valores nutritivos e nunca tomei suplementos alimentares. O que eu acredito atualmente é que o corpo humano é perfeito e que não necessita de nada externo para se manter funcionando, portanto para mim não existe alimentação e nem nutrição. Tudo o que entra pela boca, ou o que é absorvido pela pele faz mal para o corpo, sem excessão. Até a água é prejudicial se o corpo já estiver 100% limpo de todas as toxinas. Mas como existe a poluição no ar, o corpo nunca chega a ficar 100% limpo, e portanto a água é sempre útil, nem que seja meio copo de água por dia, só para ajudar (facilitar) a eliminar o lixo. Mesmo frutas biológicas fazem mal, de acordo com o que eu acredito. A questão é o quanto mal as coisas fazem. Enquanto a carne pode matar uma pessoa em 30 anos, as frutas matam em, por exemplo 200 ou 300 anos, e como as pessoas só vivem até os 100, na prática podemos desconsiderar completamente que frutas façam mal, mas para quem queira viver mais de 200 anos, deve considerar seriamente não comer nem frutas. Isto é teoria e deduções e crenças pessoais minhas. Mas basicamente acredito que não precisemos de absolutamente nada externo para viver.

Só um dado interessante que prova, sem dúvida nenhuma que a carne mata muito rapidamente, mesmo sendo carne biológica. Os esquimós vivem 100% do tempo na neve. Não há vegetais e nem frutas disponíveis, portanto a dieta deles é 100% carne biológica (sem vacinas, nem rações com agrotóxicos) e a média de vida deles é de 37 anos. Portanto isto prova inquestionavelmente que a carne é responsável por uma morte muito rápida. Eles não morrem por causa do frio, pois se fosse assim, nunca viveriam mais de 15 anos, pois as crianças e os velhos é que são mais frágeis e sucetíveis a morrerem com o frio. Se a pessoa atingiu a idade adulta, já não morre facilmente de frio. E se a pessoa morre com 37 anos ou menos, o único motivo é com certeza a carne.

E mesmo a necessidade do ar é questionável. Será que um organismo 100% limpo e com fluxo muito intenso de prana, precisa do ar para viver ?
Acredito que não. Há Iogues que são enterrados vivos por uma semana ou mais e quando são desenterrados estão bem. Bom, mas isto já seria algo avançado demais para este fórum. Vamos nos restringir ao viver de luz. Talvez no futuro, quando o viver de luz for normal, nós criaremos um fórum para discutir o "viver sem respirar"... hehehehehe

Abraços
Rick

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: sábado mai 04, 2013 3:27 pm
por alemmarinho
Olá!!

Pirondi

A técnica que estou usando para lidar com o emocional é simples. Se chama despersonalização.
Se vc estiver consciente que você é três e não um fica mais fácil.

Ou seja, você é um espirito que usa um corpo e uma mente para experienciar esta realidade, mas no fundo
quem canaliza os efeitos é o espirito através da mente, só que é o espirito que descarrega no campo vibracional do corpo os efeitos que geram a perda de energia e desequilibria o corpo fisico onde o mental recebe a mensagem e busca o reequilibrio no que ele conhece ou seja nos elementos fisicos. E ai esta o jogo.
Você não é o pirondi, você esta pirondi. Fazendo esta desconecção com o corpo animal vc passa a entender melhor os
impulsos e não deixar com que chegue à sua mente e assim atinja seu espirito. E o mais interessante é ver o efeito matrix da coisa, pois na verdade as realações com outras pessoas e situações é que afetam o seu equibrio e ao atuar no campo da despersonalização vc não vai mais ficar preso ao campo vibracional de outras pessoas, que é o que realmente afeta vc, tudo isto é troca de energias e não somente um problema emocional mas vibracional que vc esta interpretando como emocional, mas não é. Observe e vai descobrir isto.

Existe vários caminhos mas o objetivo é um só viver de luz. :)

Harmonia e luz. :sol:


pirondi Escreveu:Pelas minhas proprias experiencias, o desejo da comida vem por 2 caminhos: 1:Impulso biologico, quando o proprio corpo decide que precisa de nutrientes 2: Impulso emocional, quando o corpo se encontra sobrecarregado com algum tipo de energia, e ele procura a forma mais facil de descarregar esse estado emocional como: Comida,sexo e qualquer outro coisa que distraia ou gere energia facilmente.

Em uma das diversas vezez que fiquei em jejum teve uma em especifica que foi uma experiencia bem interessante, foram 8 dias de jejum, do qual eu não senti em nenhum momento vontade de comer nada. Sendo que geralmente como todo mundo, sempre existia o impulso para comer. Nessa epoca especifica, eu estava em um estado emocional bem elevado, tinha 0% de preocupação e tudo estava indo bem, esse fato fez com que minha energia emocional facilmente suprimisse os impulsos de fome pelo lado emocional, e pelo lado fisico, eu estava tentando fazer o processo de viver de luz, entaum provavelmente algo interferiu no fato do corpo fisico não pedir por comida.

Mas enfim, acho que o mais dificil de ter um corpo humano, é controlar o emocional. Pois é algo que não é consciente e que exige conhecimento para poder transformar em consciente. O instinto animal é muito forte, estou a 5 anos tentando dominar minha energia emocional, mas até hoje tenho tido grandes dificuldades em ter dominio da minha disciplina. O corpo humano ja tem uma serie de instintos que geram energias vamos dizer de nivel 5 a 10 sem esforço nenhum, quando estamos com fome por exemplo, e pra podermos gerar esse nivel de energia conscientemente e suprimir o instinto animal, é algo que exige estudo,pratica, e tempo.

Quando eu digo disciplina eu digo coisas como: Meditar por 3 horas todo dia, Não comer nada que não seja natural, Estudar/Trabalhar por 12 horas por dia, tomar banho gelado, não se distrair e se concentrar no que precisa ser feito. Eu ja melhorei 70% em relação a 5 anos atrás, mas ainda tenho dificuldades em manter uma consistencia emocional, ainda mais que minha vida pessoal é bem pesada emocionalmente. Quando não tenho problemas na vida pessoal, consigo ter disciplina, mas quando algo acontece, até meditar por 10 minutos se torna algo impossivel.

Eu diria que pra qualquer pessoa sem estudo sobre a psicologia humana, a chance de falhar no controle dos impulsos seria muito grande, é algo muito dificil, e fica comprovado pela situação atual de nossa civilização.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: sábado mai 04, 2013 4:44 pm
por Espirito_eterno
Olá Rick!

Técnica interessante essa sua, se for tão eficiente como você diz seria interessante tentar, mas por enquanto vou tentando outras coisas (mas fica na lista de recomendações e técnicas). O que você falou sobre a água eu acho que sei o que é, na verdade eu acho que é seu organismo tentando dissolver tudo de ruim que vem com esses cereais, direto eu bebo muito água depois de comer porcarias, não é a toa que fruta é o que menos faz mal, já que 90% da maioria das frutas é água.
Já sobre o ar, eu tinha pensado nisso também, isso sucinta o que o alemmarinho falou, a prisão em que vivemos, ela se relaciona ao que conhecemos por vida, nos tirando a verdadeira vida, além da crença na necessidade de ar ou alimentos.

Alemmarinho

As mudanças de nível vibracional e emocionais que você citou, também tem a ver com toda uma questão de mudança no estilo de vida, é um caminho sem volta essa o da inédia!
Queria perguntar uma coisa, você só como frutas e/ou folhas orgânicas? Compradas no mercado? Você que plantou? Coloca alguma coisa não orgânica junto ao que tu come de vez em quando?

Até mais.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: sábado mai 04, 2013 10:26 pm
por Zame
Caros colegas de desafios homéricos... que bom termos a coragem, disponibilidade e desprendimento para compratilharmos nossos momentos, angústias, receios e sucessos aqui. Vou responder às várias reflexões colocadas, só peço um tempo porque este momento está deveras demandante. Me aguardem, eu volto... rs rs :)

Abs

:tchau2:

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: domingo mai 05, 2013 3:34 pm
por alemmarinho
Olá!!!

Espirito eterno

O primeiro nível de mudança vibracional acontece na MENTE, ou seja, sua consciência passa a notar que algo esta estranho e assim a MENTE alerta
passa a retrabalhar o corpo físico (mais denso), quando efetivamente você passa a então sentir estas mudanças no padrão vibracional de FATO, e o jogo
todo começa na tomada de consciência que é o fator decisivo para você ir se reprogramando ao longo do tempo suas células e claro antes disto mudar os
hábitos é vital.
Hoje sigo a seguinte rotina:
pela manhã em torno das 6:00 hs bebo o sumo de 2 limões puros.
por volta das 7:00 hs vou para a meditação, alongamentos de coluna e pranayama
por volta das 8:00 hs chego no trabalho e durante o dia vou bebendo somente água com o pH na faixa de 7, e vou atendendo os clientes e sempre
atento o quando as situações e o padrão vibracional da outra pessoas interfere no meu e o que posso fazer para reverte-lo em relação à outra
pessoa para que ela se sintonize no meu padrão e não eu no dela.
por volta das 18:30hs ao chegar em casa faço um período de alimentação, mantendo a TV desligada e em silencio sinto agradecido por poder saborear estes
elementos que me dão parazer. Então nõ estipulo hora para a refeição apenas me sinto no NÃO tempo onde nada mais importa além do prazer proporcionado pelo alimento.
então inicio por 1/2 abacate, 1 kiwi, 1 maçã, 1 pera, 1 sanduiche onde enrolo em uma folha de couve, alface e fatias de tomate, depois uso umas 4 ou cinco bananas e as amasso e coloco um pouco de molho de pimenta que faço "azeite extra virgem prensado a frio com pimenta dedo de moça", então gotejo um pouco sobre a banana e sinto o doce e o picante, depois quando esta na época, com a boca em chamas, degusto 1 manga e 1 caqui do tipo mole, feito isto abro uma brecha para eventuais porcarias "Pão de padaria, bolos, e alguma coisa que a companheira prepare e então para não desfazer do oferecimento acabo comendo", então continuo focado nas frutas, quando então se tiver como um caqui do tipo chocolate e mamão, e para finalizar atualmente estou chupando 4 laranjas.
E assim estou percebendo as seguintes reações:
depois de alimentar minha energia da uma queda e ai logo dou uma cochilada e depois ao acordar bebo agua e tomo um banho, onde o sono se torna prazeiroso e
e reconfortante. E ja no outro dia estou inteiro de novo para voltar à rotina.
Sobre os elementos que ingiro que não são de origens naturais eles acabam gerando alguns desconfortos, tipo gases e alguns afetam a respiração. Mas o truque é que como
criei uma rotina de me alimentar apenas uma vez por dia o organismo esta tendo mais tempo para eliminar as toxinas e assim como bebo água estou sentindo que consigo
me limpar. Mas o mais interessante é o efeito peso.
Pela manhã estou mantendo uma faixa de 60 kg, ao chegar do trabalho estou praticamente com 60 Kg, só que com o organismo mais limpo, ao me alimentar chego a atingir 62 Kg, e logo em segui vou fazer o numero 2 e o peso chega a cair para 61 kg. E quando levanto pela manhã após cerca de 3 urindas que dou no periodo da manhã o peso acaba voltando para 60Kg. Então estou percebendo que estou conseguindo manter as porcarias que estou ingerindo sob controle e como cerca de 80% do que estou me alimentando são frutas elas acabam saindo via urina. Claro que esta fase vou ter que mudar, estou segurando as pontas pela companheira, pois se for ficar sem comer não posso mais voltar a trás pois acaba gerando problemas digestivos no caso das porcarias. E assim continuo os testes.
Mas o fato é que o padrão vibracional esta mudando bem. Estou até pensando em aumentar o ciclo, vamos ver o que resolvo diante das rotinas em que me encontro.

No momento não são 100% orgânicos. Por isto estou seguindo com a compostagem para poder produzir meu alimento sem toxinas e assim entrar num novo ciclo, este é o desafio, estou pesquisando sobre aquaponia para ver se consigo este feito

até logo

Harmonia e luz. :sol:





Espirito_eterno Escreveu:
Alemmarinho

As mudanças de nível vibracional e emocionais que você citou, também tem a ver com toda uma questão de mudança no estilo de vida, é um caminho sem volta essa o da inédia!
Queria perguntar uma coisa, você só como frutas e/ou folhas orgânicas? Compradas no mercado? Você que plantou? Coloca alguma coisa não orgânica junto ao que tu come de vez em quando?

Até mais.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: segunda mai 06, 2013 2:30 am
por Espirito_eterno
Olá alemmarinho!

Então, valeu por responder, perguntei isso pois como estou planejando entrar nesse jejum de 60 dias só com sucos, eu não sei se iria ser muito benéfico com frutas "normais", e fica muito difícil colocar tudo orgânico de acordo com as receitas do australiano do vídeo. Mas você me encoraja, já que parece não anular totalmente o benefício de comer fruta, além de ser incomparavelmente melhor que comer porcarias. Agora se me permite eu tenho algumas sugestões, a primeira acho que você já esta fazendo, que é guiar sua companheira a um estilo de vida melhor (vocês estão em uma parceria, um anda com o outro, então é necessário visar o bem alheio). A segunda é: Mono refeição, comer um alimento só durante a refeição, com essa aqui dificilmente vai se sentir mal de algum jeito, eu recomendo pelo menos o teste para ver se melhora alguma coisa. A terceira é pedi que sua companheira faça refeições/lanches/agrados/sobremesas mais saudáveis ao invés de coisas menos saudáveis. São só sugestões, se der para seguir quem sabe pode ajudar em algo, de qualquer jeito é muito bom ver que existem resultados concretos contigo e eu acho muito interessante aumentar o tempo do ciclo, na evolução parece que quase tudo ficar maior, quem sabe isso também não te ajude?
Agora vou compartilhar algumas das experiências que fiz um tempo atrás, eu estava vendo intoxicação pela pele entre outras coisas e esbarrei em alguns blogs que diziam que tudo que entra pelo maior órgão do corpo humano (pele) faz mal de algum jeito, principalmente sendo artificial, tóxico (apesar de fazer bem menos mal do que ingerir). Então, nesses blogs algumas pessoas diziam que pararam de lavar o cabelo com shampoo e de usar sabão no corpo (algumas pessoas ainda usavam, porém somente em certas partes, como axilas, genitais e ânus). Baseado nesses blogs (pesquisei bastante ante de ir), eu resolvi tentar, e descobri que a pele fica bem macia, a resistência a água fria em mim aumentou sutilmente, nos primeiros dias meu olfato ficou melhor (não sei porque mas esse sentido só ficou mais forte nos primeiros dias, vai ver é alimentação, ou o desodorante que eu usava), além de eu apreciar bem mais cheiros naturais ao invés de cheiros artificiais. Eu usava desodorante nesse período, então eu não fedia (por exceção das axilas, o nosso corpo tem um cheiro neutro bem fraco), perguntei a varias pessoas e ninguém acusou nada, a sensação de limpeza do sabão também pode ser alcançada com a água, basta esfregar bastante no banho e se enxugar bem (o mal disso é ter que trocar toalhas mais rapidamente, tipo de 4 em 4 dias, pois ela ajudava na limpeza do corpo, ficando com a sujeira). Sobre o cabelo, eu posso dizer que todos tem medo dessa experiência por achar que o cabelo vai ficar seboso, bem, o que eu posso dizer sobre isso é que desde que virei vegetariano minha oleosidade da pele e cabelo diminuíram, além de que os depoimentos nos blogs que eu li, diziam que depois de 2 semanas com o cabelo bem louco as coisas começavam a se ajustar com os óleos naturais que são tirados do couro cabeludo pelos shampoo entupidos de química. Além disso o cabelo parece ficar mais fresco e menos oleoso tomando vento, eu sentia que o vento era o meu regulador de oleosidade (nas primeiras semanas), no final de 1 mês sem lavar o cabelo percebi que a oleosidade ficou a mesma, nunca chegou a níveis altos ou médios, e em mim pelo menos nunca foi um problema a me incomodar (apesar de nos blogs incomodar bastante pessoas durante as primeiras 2 semanas), eu não vou mentir, meu cabelo cheirava bem de leve a cabelo não lavado, mas bem de leve mesmo, ninguém conseguia sentir o cheiro a não ser que colocassem o nariz no meu couro cabeludo (fiz o teste), e de certa forma você passa a não se incomodar com esse cheiro, já que ele é natural do ser humano. As pessoas não acreditavam quando eu dizia que estava a mais de 15 dias (período de teste do sabão) e 30 dias (período de teste do cabelo lavado somente a água *em qualquer frequência desejada*) fazendo essas coisas.
Com essa experiência eu aprendi que realmente nós seres humanos precisamos de bem menos do que imaginamos para sobreviver, e que conseguimos viver de maneira mais saudável ao modo natural que cheio de químicos que inventaram para usarmos (eu sempre me perguntei como os antigos tomavam banho sem sabão ou shampoo *shampoo é uma coisa bem recente, da década de 20, as industrias que inventaram esse "necessidade" na gente, pois antes não existia uso de shampoo em larga escala*). Hoje em dia voltei a usar sabão e shampoo e já me acostumei novamente com esses, os cheiros industriais não me incomodam mais tanto, porém perdi um pouco daquele pequeno acréscimo de vitalidade/bem estar/naturalidade que eu tinha na época do teste (não se enganem os benefícios existem, mas não se comparam ao de uma alimentação mais saudável). Bem era isso que tinha para compartilhar.

Até mais. :concordo2:

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: segunda mai 06, 2013 5:39 pm
por rickadm
Olá Espirito Eterno e Alemmarinho,

Espirito Eterno, embora você esteja falando com o Alemmarinho, vou dar também a minha opinião... hehehehe

Espirito_eterno Escreveu:Então, valeu por responder, perguntei isso pois como estou planejando entrar nesse jejum de 60 dias só com sucos, eu não sei se iria ser muito benéfico com frutas "normais", e fica muito difícil colocar tudo orgânico de acordo com as receitas do australiano do vídeo. Mas você me encoraja, já que parece não anular totalmente o benefício de comer fruta, além de ser incomparavelmente melhor que comer porcarias.


Que legal. Você se sentiu muito inspirado pelo documentário !!!
Acho que deve ser uma experiência muito positiva mesmo.
Acredito que você não tenha necessidade de emagrecer e que não tenha nada a ver com isto...
Você já tem uma data para iniciar ?
De qualquer forma, tudo o que comemos é feito à partir de ingredientes não orgânicos, portanto mesmo que você não use nada orgânico, só pelo fato de serem apenas frutas e vegetais e também pelo fato de ser sempre líquido, você já terá uma mudança radical na tua vida em todos os sentidos. O problema do orgânico é que é muito mais caro, mas atualmente, todas as frutas e vegetais que eu como são sempre orgânicos. Mas eu acabo sempre comendo muitas porcarias como bolachas recheadas e pizzas, que não tem nada de orgânico... Bom, cada um no seu caminho...

Espirito_eterno Escreveu:A segunda é: Mono refeição, comer um alimento só durante a refeição, com essa aqui dificilmente vai se sentir mal de algum jeito, eu recomendo pelo menos o teste para ver se melhora alguma coisa.


É, refeições mono são fantásticas. A digestão torna-se muito simples. Uma grande mistura de coisas, mesmo sendo tudo saudáveis, dificulta muito a digestão.
Depois comento mais...

Abraços

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: segunda mai 06, 2013 7:07 pm
por Espirito_eterno
Olá Rick!

Sim, refeições mono são melhores e mais naturais, pois ninguém na natureza encontra uma árvore com uma variedade de frutos, e nem árvores com frutos X, Y e Z por perto, encontramos um pé de mamão, uma mangueira, etc, por isso é mais natural também.
E sobre o que eu quero mudar, não tem a ver com peso (se bem que tirar umas gorduras e definir mais iria ser legal, hehehe!) como você disse, tem a ver com alguns problemas chatos que me perseguem a muito tempo, eu tenho um pouco de receio de entrar nesse jejum com frutas normais e não conseguir os resultados almejados, um dos problemas que eu enfrento é Psoríase leve no couro cabeludo. Mas independente de tudo, eu devo ir, pois mesmo que eu não consiga o que quero vou ter outros benefícios, além de ser bem melhor que continuar comendo o que eu como, e de eu ter mais chances nessa empreitada do que do jeito atual.
Ainda não tenho uma data para iniciar, mas eu pretendo iniciar o mais rápido o possível (mas ainda tenho que encaixar isso na minha agenda)!

Valeu e até mais!

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: segunda mai 06, 2013 11:12 pm
por alemmarinho
Olá!!

Espirito eterno

Valeu pelas sugestões com relação à alimentação em relação à companheira. Mas este esta sendo justamente o trabalho que estou fazendo em relação à ela, incetivando a mudar a linha de pensamento com relação aos habitos alimentares e isto
esta me atrasando um pouco no meu projeto pessoal, mas acredito que vai valer a pena quando cair a ficha para ela sobre o assunto e definitivamente entrar nesta busca. Valeu pelas dicas.
Com relação a testes externos também venho fazendo vários, com relação à escovação dos dentes deixei de lado o creme dental, apenas escovo os dentes com água e ants passo um fio dental para retirar os residuos, com relação ao cabelo labo as vezes após uma semana ou duas, o problema que a poluição por aqui é brava e acaba até endurecendo o cabelo, ainda mais quando o clima fica seco e poluido. Com relação ao sabonete também uso apenas nos pontos que normalmente exalam algum odor, mas percebo que quando fico nas frutas e verduras acaba não existindo transpiração e perebo que nem a companheira reclamou mais da roupa suja e isto porque não uso desodorantes. E por fica bem claro que na verdade o cheiro exalado pelo corpo em sua grande maioria nada mais é que o residuo quimico processado pelo corpo e quando deixa de se acidificar o sangue com carnes, leites e derivados, doces, coservantes e sódio o corpo agradesce mantendo o cheiro agrável independe de ter tomado banho. Quando como massas e pães o chiro ja muda, gera mais gases e retarda o processo de digestão, este é o fato, além de ganhar uma escamação na região do natiz e da testa. Assim os vendedores de produtos para higiene pessoal também investem nos produtos que vão fazer seu corpo expelir um mal cheiro, a mesma tática usada na questão dos medicamentos, vende-se comida que vai prejudicar o organismo e em seguida se vende a solução o famoso remédio, seja bem vindo ao ciclo de auto enganação.
Qualquer dia vou experimentar esta tal de monodieta. :)

E vamos em frente que a luz nos aguarda. :)

Harmonia Luz. :sol:


Espirito_eterno Escreveu:Olá alemmarinho!

Então, valeu por responder, perguntei isso pois como estou planejando entrar nesse jejum de 60 dias só com sucos, eu não sei se iria ser muito benéfico com frutas "normais", e fica muito difícil colocar tudo orgânico de acordo com as receitas do australiano do vídeo. Mas você me encoraja, já que parece não anular totalmente o benefício de comer fruta, além de ser incomparavelmente melhor que comer porcarias. Agora se me permite eu tenho algumas sugestões, a primeira acho que você já esta fazendo, que é guiar sua companheira a um estilo de vida melhor (vocês estão em uma parceria, um anda com o outro, então é necessário visar o bem alheio). A segunda é: Mono refeição, comer um alimento só durante a refeição, com essa aqui dificilmente vai se sentir mal de algum jeito, eu recomendo pelo menos o teste para ver se melhora alguma coisa. A terceira é pedi que sua companheira faça refeições/lanches/agrados/sobremesas mais saudáveis ao invés de coisas menos saudáveis. São só sugestões, se der para seguir quem sabe pode ajudar em algo, de qualquer jeito é muito bom ver que existem resultados concretos contigo e eu acho muito interessante aumentar o tempo do ciclo, na evolução parece que quase tudo ficar maior, quem sabe isso também não te ajude?
Agora vou compartilhar algumas das experiências que fiz um tempo atrás, eu estava vendo intoxicação pela pele entre outras coisas e esbarrei em alguns blogs que diziam que tudo que entra pelo maior órgão do corpo humano (pele) faz mal de algum jeito, principalmente sendo artificial, tóxico (apesar de fazer bem menos mal do que ingerir). Então, nesses blogs algumas pessoas diziam que pararam de lavar o cabelo com shampoo e de usar sabão no corpo (algumas pessoas ainda usavam, porém somente em certas partes, como axilas, genitais e ânus). Baseado nesses blogs (pesquisei bastante ante de ir), eu resolvi tentar, e descobri que a pele fica bem macia, a resistência a água fria em mim aumentou sutilmente, nos primeiros dias meu olfato ficou melhor (não sei porque mas esse sentido só ficou mais forte nos primeiros dias, vai ver é alimentação, ou o desodorante que eu usava), além de eu apreciar bem mais cheiros naturais ao invés de cheiros artificiais. Eu usava desodorante nesse período, então eu não fedia (por exceção das axilas, o nosso corpo tem um cheiro neutro bem fraco), perguntei a varias pessoas e ninguém acusou nada, a sensação de limpeza do sabão também pode ser alcançada com a água, basta esfregar bastante no banho e se enxugar bem (o mal disso é ter que trocar toalhas mais rapidamente, tipo de 4 em 4 dias, pois ela ajudava na limpeza do corpo, ficando com a sujeira). Sobre o cabelo, eu posso dizer que todos tem medo dessa experiência por achar que o cabelo vai ficar seboso, bem, o que eu posso dizer sobre isso é que desde que virei vegetariano minha oleosidade da pele e cabelo diminuíram, além de que os depoimentos nos blogs que eu li, diziam que depois de 2 semanas com o cabelo bem louco as coisas começavam a se ajustar com os óleos naturais que são tirados do couro cabeludo pelos shampoo entupidos de química. Além disso o cabelo parece ficar mais fresco e menos oleoso tomando vento, eu sentia que o vento era o meu regulador de oleosidade (nas primeiras semanas), no final de 1 mês sem lavar o cabelo percebi que a oleosidade ficou a mesma, nunca chegou a níveis altos ou médios, e em mim pelo menos nunca foi um problema a me incomodar (apesar de nos blogs incomodar bastante pessoas durante as primeiras 2 semanas), eu não vou mentir, meu cabelo cheirava bem de leve a cabelo não lavado, mas bem de leve mesmo, ninguém conseguia sentir o cheiro a não ser que colocassem o nariz no meu couro cabeludo (fiz o teste), e de certa forma você passa a não se incomodar com esse cheiro, já que ele é natural do ser humano. As pessoas não acreditavam quando eu dizia que estava a mais de 15 dias (período de teste do sabão) e 30 dias (período de teste do cabelo lavado somente a água *em qualquer frequência desejada*) fazendo essas coisas.
Com essa experiência eu aprendi que realmente nós seres humanos precisamos de bem menos do que imaginamos para sobreviver, e que conseguimos viver de maneira mais saudável ao modo natural que cheio de químicos que inventaram para usarmos (eu sempre me perguntei como os antigos tomavam banho sem sabão ou shampoo *shampoo é uma coisa bem recente, da década de 20, as industrias que inventaram esse "necessidade" na gente, pois antes não existia uso de shampoo em larga escala*). Hoje em dia voltei a usar sabão e shampoo e já me acostumei novamente com esses, os cheiros industriais não me incomodam mais tanto, porém perdi um pouco daquele pequeno acréscimo de vitalidade/bem estar/naturalidade que eu tinha na época do teste (não se enganem os benefícios existem, mas não se comparam ao de uma alimentação mais saudável). Bem era isso que tinha para compartilhar.

Até mais. :concordo2:

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: terça mai 07, 2013 2:23 pm
por Espirito_eterno
Olá alemmarinho!

Em relação a sua companheira, mesmo que ela esteja atrasando um pouquinho é um desafio pessoal da sua vida, para sua evolução, e no final você vai ver que faz todo sentido isso, espero que vocês continuem a evoluir da melhor maneira mutua.
Sobre odores desodorante e etc, eu concordo contigo, e acrescento, já reparou como crianças pequenas até uns 7 anos +/- não fedem, mesmo sem usar nada nas axilas, que necessidade mágica de usar desodorante é essa que surge quando ficamos mais velhos? Toxinas é minha resposta! (e quase ninguém se questiona sobre essas coisas, mostrando como estamos desatentos a prisão em que vivemos. Todo dia amarramos o sapato da mesma maneira sem nos perguntar o por quê amarramos assim, mesmo que ele se desamarre durante o dia a dia, fazemos o mesmo nó sempre, sem procurar novos melhores métodos)
E você poderia falar um pouco mais dessa escamação no nariz e testa? Quantos dias ela demora para sair depois de largar as porcarias novamente? Parece com caspa? Muito interessante isso, seria de ajuda se compartilhasse um pouco de informação sobre isso :)

Valeu e até mais!

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: terça mai 07, 2013 4:50 pm
por alemmarinho
Olá!!

Espirito eterno

Sim, esta é a ideia. Orientar a companheira para adentrar nesta realidade.
Com relação às escamações e odor estão sempre associadas ingestão de pães, bolachas e massas. Parece que acaba acontecendo uma maior geração de gases no processo digestivo bem como um retardo no processo digestivo. Assim o resultado é a liberação de toxinas pela pele ou coro cabeludo o que gera o odor e as escamações. Simples observação. Com relação a amarrar o sapato odeio amarrar os sapatos, tanto que uso sapatos de encaixe ou melhor tênis. :) Mas gosto mesmo é de ficar de chinelo;)
O estudo continua, mas o fato é que tenho que definitivamente abolir esta comidas pois o corpo apenas reclama como pode. E percebo que deixa-los de fora o corpo responde bem rapidamente, de uma semana para outra já é possível notar a diferença, tanto no odor como na eliminação das escamações.

Harmonia e luz. :sol:

Alemmarinho







Espirito_eterno Escreveu:Olá alemmarinho!

Em relação a sua companheira, mesmo que ela esteja atrasando um pouquinho é um desafio pessoal da sua vida, para sua evolução, e no final você vai ver que faz todo sentido isso, espero que vocês continuem a evoluir da melhor maneira mutua.
Sobre odores desodorante e etc, eu concordo contigo, e acrescento, já reparou como crianças pequenas até uns 7 anos +/- não fedem, mesmo sem usar nada nas axilas, que necessidade mágica de usar desodorante é essa que surge quando ficamos mais velhos? Toxinas é minha resposta! (e quase ninguém se questiona sobre essas coisas, mostrando como estamos desatentos a prisão em que vivemos. Todo dia amarramos o sapato da mesma maneira sem nos perguntar o por quê amarramos assim, mesmo que ele se desamarre durante o dia a dia, fazemos o mesmo nó sempre, sem procurar novos melhores métodos)
E você poderia falar um pouco mais dessa escamação no nariz e testa? Quantos dias ela demora para sair depois de largar as porcarias novamente? Parece com caspa? Muito interessante isso, seria de ajuda se compartilhasse um pouco de informação sobre isso :)

Valeu e até mais!

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: terça mai 14, 2013 6:45 pm
por tiagoirber
Olá pessoal!
Espero que estejam todos bem!
Bem, como disse a todos anteriormente, queria compartilhar com vocês minha experiência do processo de 21 dias.
Vou começar no dia 18/05/2013. Vou para um retiro e estou me sentindo bem preparado para enfrentar a jornada.
Espero boas energias de todos para conseguir. Não sei se conseguirei postar as experiências diárias, porque não sei se há internet no local, mas, de toda forma, só ficarei lá a primeira semana, depois terei acesso à internet.
Tentarei postar tudo e conto com a ajuda de vocês.
Luz, paz e amor!

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: terça mai 14, 2013 11:09 pm
por rickadm
Olá Tiago,

Ótimas notícias !!!
Muito legal !!!
Espero mesmo que dê tudo certo.
Mesmo sem internet, caso você queira, pode ir escrevendo em um papel as informações e sensações mais marcantes.
Não é necessário nada muito detalhado, mas sim algo que descreva resumidamente o que você sentir a cada dia.
Boa sorte e boas energias...

Abraços
Rick

tiagoirber Escreveu:Olá pessoal!
Espero que estejam todos bem!
Bem, como disse a todos anteriormente, queria compartilhar com vocês minha experiência do processo de 21 dias.
Vou começar no dia 18/05/2013. Vou para um retiro e estou me sentindo bem preparado para enfrentar a jornada.
Espero boas energias de todos para conseguir. Não sei se conseguirei postar as experiências diárias, porque não sei se há internet no local, mas, de toda forma, só ficarei lá a primeira semana, depois terei acesso à internet.
Tentarei postar tudo e conto com a ajuda de vocês.
Luz, paz e amor!

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: quarta mai 15, 2013 7:56 pm
por tiagoirber
Boa tarde!
Sim, eu vou anotar tudo que conseguir. Quero compartilhar os medos, as revelações, sensações e prazeres. Enfim, tudo que conseguir relatar.
Estou me sentindo bem para a jornada. Consultei meu guia interno e tive a resposta positiva. Vou fazer o melhor que conseguir e esperar o melhor possível.
Luz, paz e amor a todos!

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: quinta mai 16, 2013 12:14 pm
por alemmarinho
Olá!!!

Tiagoirber


Lembre-se você ira para uma UTI, observe a natureza e sinta-se integrando a ela, então seu corpo vai se encarregar de prover toda a regeneração e acesso às energias que vão sustentar seu corpo, o único limite que vc terá, será aquele que vc acreditar ter.

Harmonia e Luz. :sol:

Alemmarinho

tiagoirber Escreveu:Boa tarde!
Sim, eu vou anotar tudo que conseguir. Quero compartilhar os medos, as revelações, sensações e prazeres. Enfim, tudo que conseguir relatar.
Estou me sentindo bem para a jornada. Consultei meu guia interno e tive a resposta positiva. Vou fazer o melhor que conseguir e esperar o melhor possível.
Luz, paz e amor a todos!

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: segunda jun 03, 2013 7:11 pm
por tiagoirber
Olá a todos!
Bem, como disse, comecei meu processo no dia 18/05.
Foi tudo muito bem, até o 7º dia. Consegui ficar sem comida e bebida, mas tive uma complicação.
No dia 6 eu estava com muitas dores no corpo devido aos longos períodos em que passava meditando (cerca de 8 horas por dia).
Tentei diversas curas, como Reiki, cura prânica, massagem etc. Mas, de nada adiantou. A dor estava incapacitante, então, tomei dois comprimidos de Dorflex. Hoje vejo que minha fé foi insuficiente.
No meio da madrugada acordei com cólicas horríveis. Fui ao banheiro e comecei a defecar muito sangue. Isso se repetiu durante todo o dia. Mesmo tomando água na sexta e no sábado ainda continuei a sentir imensas dores e muito sangue. Falei com minha DI e resolvi interromper o processo.
Fiquei muito frustrado porque a pior parte eu tinha passado com maestria. Me sentia forte e bem. No entanto, fui derrubado pela minha falta de fé na cura prânica.
Quando tomei o comprimido eu interrompi meu processo de cura e, consequentemente, meu corpo não estava preparado para absorver o remédio, ocasionando a hemorragia.
Foi frustante, porque não consegui terminar, mas, por outro lado, me sinto infinito, porque consegui atravessar o deserto com muita facilidade.
Não sei direito se foi meu condicionamento mental muito forte, ou minha preparação prévia, mas só sei que foi muito fácil passar pelos 7 dias.
Bem, queria compartilhar com vocês. Hoje voltei à vida normal, mas, sinto que alguma coisa mudou, principalmente com relação ao meu poder pessoal, de saber que sou um Ser com infinitas possibilidades. Basta eu ter consciência disso. Por enquanto não estou pensando um retomar o processo, mas, quem sabe uma segunda tentativa.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: terça jun 04, 2013 1:11 am
por alemmarinho
Olá!!

tiagoirber


O importante é o que você aprendeu com esta experiência pois ela poderá refletir-se no como você começará a observar seu corpo daqui para frente.
Não se trata apenas de fé ou crença, observo que te faltou paciência e entregou-se ao que chamou de dor e assim correu para um vaso dilatador, poderia
ter reduzido a intensidade das meditações e ter trabalhado mais a respiração, pois ela por si oxigena o sangue e ajuda a relaxar as veias e assim reduzir a dor, você deveria ter se visto como um doente na UTI. Sim outras oportunidades irão surgir mas a consciência neste processo é vital para manter o controle justamente no momento da hora da verdade.
Mas ainda afirmo que o processo de 21 dias é apenas parte da busca pranica, pois a hora da verdade é a total limpeza organica na qual não se constitue apenas neste processo, mas gerar as condições para se equilibrar no pós processo que ao meu ver será o verdadeiro desafio nesta busca na manutenção do corpo fisico e mental somente com base na enegia sutil.
Continuemos a busca pois o caminho esta ai, basta buscá-lo.


Harmonia e Luz. :sol:

Alemmarinho


tiagoirber Escreveu:Olá a todos!
Bem, como disse, comecei meu processo no dia 18/05.
Foi tudo muito bem, até o 7º dia. Consegui ficar sem comida e bebida, mas tive uma complicação.
No dia 6 eu estava com muitas dores no corpo devido aos longos períodos em que passava meditando (cerca de 8 horas por dia).
Tentei diversas curas, como Reiki, cura prânica, massagem etc. Mas, de nada adiantou. A dor estava incapacitante, então, tomei dois comprimidos de Dorflex. Hoje vejo que minha fé foi insuficiente.
No meio da madrugada acordei com cólicas horríveis. Fui ao banheiro e comecei a defecar muito sangue. Isso se repetiu durante todo o dia. Mesmo tomando água na sexta e no sábado ainda continuei a sentir imensas dores e muito sangue. Falei com minha DI e resolvi interromper o processo.
Fiquei muito frustrado porque a pior parte eu tinha passado com maestria. Me sentia forte e bem. No entanto, fui derrubado pela minha falta de fé na cura prânica.
Quando tomei o comprimido eu interrompi meu processo de cura e, consequentemente, meu corpo não estava preparado para absorver o remédio, ocasionando a hemorragia.
Foi frustante, porque não consegui terminar, mas, por outro lado, me sinto infinito, porque consegui atravessar o deserto com muita facilidade.
Não sei direito se foi meu condicionamento mental muito forte, ou minha preparação prévia, mas só sei que foi muito fácil passar pelos 7 dias.
Bem, queria compartilhar com vocês. Hoje voltei à vida normal, mas, sinto que alguma coisa mudou, principalmente com relação ao meu poder pessoal, de saber que sou um Ser com infinitas possibilidades. Basta eu ter consciência disso. Por enquanto não estou pensando um retomar o processo, mas, quem sabe uma segunda tentativa.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: segunda jan 18, 2016 12:57 am
por Janet
OLÁ!
Vejo que os comentários sobre este assunto, são antigos.
Fiz o processo de 21 dias (em 2003) através de Jasmuhen e continuo
até hoje.
Tenho um diário sobre os 21 dias.
Trocar idéias sempre é bom, principalmente para aqueles
que estão no começo ou querem iniciar este processo.

Na época, quando comecei o processo, procurei insistentemente um site como este, mas não encontrei,
então fiz sozinha, embora com algumas dúvidas, mas foi superado pela persistência.
Estamos no momento para que a humanidade se conscientize da importância de Viver de Luz.
Saudações.
Janet.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: segunda jan 18, 2016 11:55 am
por rodyx
Olá Janet! Muito feliz em saber que temos mais uma pessoa com experiência aqui no fórum.

Irei iniciar o processo em 01/03/2016 e venho me preparando a algum tempo. Conte-nos mais sobre o processo e o pós-processo. Como foi o processo para você? Como tem sido sua alimentação / ingestão de líquidos desde então? Como foi a estabilização do seu peso? Quais foram seus ganhos espirituais, físicos e emocionais desde então? ...

Abç!


Janet Escreveu:OLÁ!
Vejo que os comentários sobre este assunto, são antigos.
Fiz o processo de 21 dias (em 2003) através de Jasmuhen e continuo
até hoje.
Tenho um diário sobre os 21 dias.
Trocar idéias sempre é bom, principalmente para aqueles
que estão no começo ou querem iniciar este processo.

Na época, quando comecei o processo, procurei insistentemente um site como este, mas não encontrei,
então fiz sozinha, embora com algumas dúvidas, mas foi superado pela persistência.
Estamos no momento para que a humanidade se conscientize da importância de Viver de Luz.
Saudações.
Janet.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: segunda jan 18, 2016 8:47 pm
por Janet
Olá Rodyx!
Parabéns por iniciar este ciclo de vida.
Seus amigos serão outros. Suas idéias serão outras.A vida muda totalmente.
Logo que terminei e sai à rua, senti uma sensação de liberdade indescritível.
Algo muito maravilhoso mesmo.
No andamento do processo emagreci muito,como 14 quilos .
Mas refiz a programação para permanecer com 49 quilos
e assim permaneço desde 2003.
Claro, não sou alta, tenho 1,60m.
Hoje tenho 63 anos não me alimento. Sou respiradoriana e liquidariana.
Às vezes sinto necessidade de sentir algum sabor, doce ou salgado.
Então tomo um caldo de verduras sem as verduras, ou suco de frutas coado.
Algumas vezes como alguma fruta, mas não como alimento
e sim para satisfazer a memória do sabor.

Ganhos? Todos.
Emocionais, físicos, espirituais.
Encontrará pessoas que não acreditam.
Eu não saia dizendo por aí o que eu estava fazendo. Reservei o máximo que pude só para mim.
Minha mãe soube agora , depois de 13 anos.
Tem pessoas que não entendem, então é melhor calar.

É necessário fitar o sol nos 21 dias. Se for difícil, medite no sol sobre sua cabeça.

Após os 21 dias, você poderá sentir vontade de comer massa. Não sofra. Coma um prato de massa que a vontade passa.
Se sentir vontade de doce coma sem culpa , porque passa.
São inúmeros fatos que podem ocorrer. Cada organismos é diferente do outro, porque depende de costumes.

Eu me preparei por 6 meses antes de entrar nos 21 dias, (Já não comia carne como uns 20 anos).
Tomei sucos espessos e sopas espessas. Então fica mais fácil para o processo propriamente dito.
Aqui em Natal, onde moro, sou a única e é muito bom poder conversar sobre este tema com pessoas que entendem.
Saudações.
Janet.



Mensagempor rodyx » segunda jan 18, 2016 11:55 am

Olá Janet! Muito feliz em saber que temos mais uma pessoa com experiência aqui no fórum.

Irei iniciar o processo em 01/03/2016 e venho me preparando a algum tempo. Conte-nos mais sobre o processo e o pós-processo. Como foi o processo para você? Como tem sido sua alimentação / ingestão de líquidos desde então? Como foi a estabilização do seu peso? Quais foram seus ganhos espirituais, físicos e emocionais desde então?

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: terça jan 19, 2016 1:06 pm
por rodyx
Acredito que a questão da vontade de comer após o processo, deve ser muito forte.

Como é sua alimentação hoje? Apenas sucos? Qual a quantidade diária? Você ainda continua praticando o Sungazing? Se sim, quantos minutos ao dia?

Muito grato por estar compartilhando sua experiência!


Janet Escreveu:Olá Rodyx!
Parabéns por iniciar este ciclo de vida.
Seus amigos serão outros. Suas idéias serão outras.A vida muda totalmente.
Logo que terminei e sai à rua, senti uma sensação de liberdade indescritível.
Algo muito maravilhoso mesmo.
No andamento do processo emagreci muito,como 14 quilos .
Mas refiz a programação para permanecer com 49 quilos
e assim permaneço desde 2003.
Claro, não sou alta, tenho 1,60m.
Hoje tenho 63 anos não me alimento. Sou respiradoriana e liquidariana.
Às vezes sinto necessidade de sentir algum sabor, doce ou salgado.
Então tomo um caldo de verduras sem as verduras, ou suco de frutas coado.
Algumas vezes como alguma fruta, mas não como alimento
e sim para satisfazer a memória do sabor.

Ganhos? Todos.
Emocionais, físicos, espirituais.
Encontrará pessoas que não acreditam.
Eu não saia dizendo por aí o que eu estava fazendo. Reservei o máximo que pude só para mim.
Minha mãe soube agora , depois de 13 anos.
Tem pessoas que não entendem, então é melhor calar.

É necessário fitar o sol nos 21 dias. Se for difícil, medite no sol sobre sua cabeça.

Após os 21 dias, você poderá sentir vontade de comer massa. Não sofra. Coma um prato de massa que a vontade passa.
Se sentir vontade de doce coma sem culpa , porque passa.
São inúmeros fatos que podem ocorrer. Cada organismos é diferente do outro, porque depende de costumes.

Eu me preparei por 6 meses antes de entrar nos 21 dias, (Já não comia carne como uns 20 anos).
Tomei sucos espessos e sopas espessas. Então fica mais fácil para o processo propriamente dito.
Aqui em Natal, onde moro, sou a única e é muito bom poder conversar sobre este tema com pessoas que entendem.
Saudações.
Janet.