Página 4 de 6

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: domingo fev 17, 2013 8:36 pm
por rickadm
Olá Alemmarinho, Espírito Eterno e Zame !!!

Tem havido muita discussão aqui... :P

Zame, do que eu li, vou dar minha opinião e algumas sugestões meio óbvias.

Se não me engano, água com gás acidifica muito o organismo. Não tanto quanto os refrigerantes (pois contém muito açucar), mas parece-me que também acidifica, pois o gás é gás carbônico e gás carbônico com água gera ácido carbônico (dedução minha...).

Açucar - trocar por mel se possível.
Sal - trocar por sal marinho não refinado.

O limão alcaliniza o organismo, mas o açucar acidifica. Então ter muito limão não tem problema nenhum. O problema é só o açucar.
Que legal que você está também usando o pêndulo. Ele ajuda bastante a eliminar qualquer dúvida e ajuda você a confiar inteiramente que as coisas estão realmente funcionando bem.

Uma informação importante a se ter em mente é que tudo passa. Então, se você der um tempinho vai ver que a vontade de comer algo passa.
Eu digo isto, porque às vezes de madrugada sinto vontade de comer alguma coisa e como não tenho absolutamente nada para comer, nem tenho absolutamente nada na geladeira, fico desesperado, pois não tenho nada e nem há nenhum supermercado aberto, pois é de madrugada. Aí me distraio um pouco e quando lembro novamente, a vontade passou. Basta se distrair com algo.

Mas uma coisa péssima a se fazer é ficar lutando contra a vontade de comer. O ideal é ouvir o corpo e as emoções e satisfazê-los pelo menos um pouquinho, isto é, na menor quantidade possível, pois como se diz: "Tudo a que se resiste, persiste". A vitória se obtém através de pequenos passos e não forçando nada. Quando se tenta forçar demais, você pode por tudo a perder. O progresso vem de pequenos passos e as vezes é necessário dar um passo para trás antes de dar um para a frente. O teu corpo físico e o teu corpo emocional ficam satisfeitos por saberem que você não está lutando contra eles e os está ouvindo e querendo estar em harmonia com eles. Caso contrário eles acabam se revoltando e te chantageando (dores, doenças, emagrecimento, etc).

Em relação ao açucar, existe uma planta chamada Stévia (Estévia) que é extremamente doce. Basta mastigar as folhas. Eu comprei várias, mas devido ao frio (e talvez falta de água) morreram quase todas.
Acho que mais natural que isto não há. O mel é perfeito, mas o doce da Estévia é bem mais parecido com o doce do açúcar. Talvez resolvesse o teu problema. Você mastigaria a folha, satisfazendo a vontade de mastigar e sentiria o doce da folha, satisfazendo a vontade do açucar.

Em relação às frutas (limão), se você puder, compra biológica, pois as biológicas são completamente diferentes. O sabor é muito diferente e demoram um tempão para estragarem (claro, não estão envenenadas). São mais caras, mas vale a pena.

Se você estiver sentindo dificuldades, você podia pensar na possibilidade de dar um passo atrás e ingerir batidos de frutas (biológicas) em pequena quantidade, assim a digestão seria extremamente fácil, pois são frutas batidas, e depois de algumas semanas você iria diminuindo a quantidade até parar totalmente.
As vezes, dar um passo atrás é uma decisão sábia. Mas só o pêndulo para dizer o que é o melhor a fazer...

Abraços

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: domingo fev 17, 2013 10:33 pm
por Espirito_eterno
Olá pessoal!

O que é esse pêndulo que tanto falam?
Rick, uma coisa que me atentei ao ler o livro do Jericho Sunfire é que a frutas mesmos orgânicas tem alguns venenos, como a água que se usa para regar, a poluição do ar, etc, apesar de ser bem menores no interior. Os melhores orgânicos são os de casa, em um lugar pouco poluído (acho difícil ter no planeta um lugar não poluído hoje em dia), mas mesmo assim não é perfeito, mas é a melhor opção na minha opinião.
Só mudaria uma coisa das suas sugestões, o sal marinho por Sal Rosa do Himalaya, talvez nem tenho sabor de Sal como conhecemos, mas seria interessante experimentar pois ele tem menos sódio.
Então pessoal, vão atualizando de vez em quando como estão indo/progredindo!
Cade o Jacarishe? Já faz um tempo que ele não comenta algo!
Desejo que foquem no positivo.

Até mais.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: domingo fev 17, 2013 11:07 pm
por Zame
Olá colegas,

Agradeço o empenho de todos pra me ajudar neste momento. Sinto-me tão amaparada pelos seres de luz e por vocês! É, a coisa não está fácil mas também não vou voltar atrás. Cada dia que acaba e eu vejo que venci é uma vitória discreta e particular que vou colecionando. Hoje já são 39 dias. E nada de voltar atrás! Desculpe mas eu sou dura na queda. Vou usar várias sugestões do rickadm... Já vi a Stevia no supermercado. Não é o mesmo que as folhas, claro, mas pensando de um modo prático, talvez valha a pena comprá-la. O próprio Oberom me sugeriu que eu a usasse nos sucos. Muito legal também esta idéia de que vai passar... importante é lembrar sempre dela e, como rickadm sugeriu, distrair o ego e isto não é difícil... Não tenho nenhuma vontade que esteja sendo imperiosa neste momento e eu estou administrando. O que ocorre é que quando eu sinto os cheiros e vejo coisas, me percebo com vontade. Não parei com o caldo knorr porque é uma questão de prazer. Se eu usar o sal marinho, que eu tenho aqui ainda, vou ter que inventar uma receita pra ter um sabor que me agrade... Bem, vou considerar todas as suas opiniões. Uma coisa nova que está acontecendo é que minha mucosa bucal está bem estranha e às vezes fica ressecada e inchada, especialmente ao acordar, mas perguntei ao pêndulo e a resposta é que tudo isto faz parte dos ajustes que continuam ocorrendo no meu corpo. Não há nada para me preocupar. Quanto à pergunta de Espírito_eterno sobre o pêndulo, vamos lá... O pêndulo é muito usado na radiestesia e na mesa radiônica. A radiestesia é um caminho espiritual, ela é uma prática que permite ir buscar dentro de si as respostas à quase todas as perguntas. Ela é, à nível espiritual, o aprendizado do uso de sua intuição (mente superior de seu Eu superior), usando a radiestesia, a sua mente inferior ( raciocínio binário) se submete à sua mente superior. A força única É e ela sabe tudo, o eu inferior se torna através do pêndulo seu veículo de expressão. O pêndulo, então, é um dos mais importantes instrumentos radiestésicos que, quando usado, traduz as respostas do Eu superior para que a gente entenda. Eu fiz cursos de tudo isto no passado e agora está sendo de grande valia. É, também senti falta do Jacarishe, embora não tenha falado nada... afinal, todo mundo aqui é totalmente livre pra ir e voltar se quiser... mas, bem que eu gostaria de "ouvir a voz dele"...

:obrigado: boys!

:isso_ai:

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: domingo fev 17, 2013 11:27 pm
por Espirito_eterno
Olá Zame!

Ah sim todos são livres. Enquanto ao cheiro Zame é complicado mesmo, e pior que não queremos nada como cheiro e sim com o paladar! Se alguém descobrir algo sobre o cheiro me diz pois até agora estou batendo a cabeça!

Até mais.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: segunda fev 18, 2013 7:13 pm
por rickadm
Olá Espírito Eterno,

É, você tem razão em relação aos biológicos, mas é difícil ter em casa e mesmo que tivesse, teria-se que regar com água da torneira, que tem cloro e outras substâncias. Eu falo dos orgânicos por experiência própria. Eu tenho comprado quase todas as semanas e gosto muito mesmo. O sabor é muito melhor e é ótimo saber que ninguém pôs veneno intencionalmente para matar insetos.
É verdade, este sal que você disse é o que eu queria dizer, embora eu nunca o tenha usado. Vou experimentar quando puder.

O pêndulo é uma coisinha de metal ou de madeira ou de cristal pendurada por um fio.
Serve para você fazer uma conecção com o teu eu superior ou guias ou anjos e receber respostas às tuas perguntas.
É o mesmo que intuição, mas como é algo físico é mais fácil de confiar do ponto de vista do teu corpo físico. É mais palpável e por isto parece mais confiável, mas tem exatamente a mesma função que a intuição.
É bem legal. Você pode fazer qualquer pergunta que você quiser.

Abraços

Espirito_eterno Escreveu:Olá pessoal!

O que é esse pêndulo que tanto falam?
Rick, uma coisa que me atentei ao ler o livro do Jericho Sunfire é que a frutas mesmos orgânicas tem alguns venenos, como a água que se usa para regar, a poluição do ar, etc, apesar de ser bem menores no interior. Os melhores orgânicos são os de casa, em um lugar pouco poluído (acho difícil ter no planeta um lugar não poluído hoje em dia), mas mesmo assim não é perfeito, mas é a melhor opção na minha opinião.
Só mudaria uma coisa das suas sugestões, o sal marinho por Sal Rosa do Himalaya, talvez nem tenho sabor de Sal como conhecemos, mas seria interessante experimentar pois ele tem menos sódio.
Então pessoal, vão atualizando de vez em quando como estão indo/progredindo!
Cade o Jacarishe? Já faz um tempo que ele não comenta algo!
Desejo que foquem no positivo.

Até mais.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: terça fev 19, 2013 1:04 am
por Espirito_eterno
Pessoal!

Noticia que descobri, o Jericho Sunfire ou Genesis Sunfire ou Richard Blackman (nome original parece), em seus livros relata na verdade fazer enemas com esse sal, ou pelo menos foi o que entendi, ele diz também que durante a experiência dele (ou seja não é uma verdade absoluta), o que ele notou ser mais importante além de ir transitando os alimentos e líquidos é se manter ativo e liberar os canais de desintoxicação. Pelo que eu entendi no livro dele parece que depois de anos no frutarianismo ele ficou impressionado com o tanto de sujeira que saiu nesses enemas dia após dia. Então fica a dica pessoal, para não sair engolindo sal! :oops:



Até mais.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: quinta fev 21, 2013 11:41 am
por alemmarinho
Olá!!!

Pessoal..

Tenho observado algumas questões associadas a eu superior, cheiros, paladares e desafios.

Tenho feito alguns auto testes e a conclusão foi a seguinte:
Com relação ao eu superior sempre ouço ele, porém quando o eu binário me chama para alguns prazeres sigo os testes, interagindo com os dois buscando um denominador comum.
Com relação aos cheiros vou ponderando, por exempo adoro o cheiro de café, mas não gosto de bebe-lo e senti-lo em meu organismo, então quando dá vontada apenas cheiro o café, sem ingestão. Já no caso de outras coisas associadas à memória do paladar já penso assim, qual será o resultado destes elementos em meu organanismo, vai compensar o desconforto fisico da digestão?? E assim vou fazendo as trocas, me permitindo sim uma coisa ou outra, mas nunca deixar virar hábito, pois iria comprometar as analises posteriores, então me permito e ao mesmo tempo fico observando os resultados daquele chamado prazer com efeito no corpo fisico, e é muito legal, pois ai a mente vai entendendo com certeza se o que vale a pena é satisfazer um prazer e contudo ter um desprazer digestivo, organico.
Assim minha analise observa a geração de muco afetando as narinas, o sistema digestivo produzindo gases e desconforto e também com relação ao ganho de massa ou retenção de liquidos. Além de obsrvar bem mesmo o quanto de energia esta sendo sulgada do corpo nas reações bioquimicas provocando mais sonolencia, ou perda de disposição durante o dia. E assim fazendo todos estes paralelos quando vem a vontade captada pelos 5 sentidos, entro no campo da avaliação, VAI VALER REALMENTE A PENA?? Um prazer por inumeros disprazeres. Assim os sentidos vão sendo retreinando e com uma mente renovada sobre o assunto a descisão passa a ser consciente e não mais impulsiva. Olha Zame esta questão de sal é açucar são despreziveis se você passa a usar elementos da natureza que te deem estes paladares de forma natural. Fiz experiencias com diversas frutas, verduras, legumes,, frutas secas e em todos os casos não precisa adicionar nem açucar e nem sal, pois cada um tem em si uma carga de açucar e sais menerais. O próprio limão ao deixar ele cair no sangue ele gera sais e alcaliniza o sangue, esta sendo fantastico, e hoje quando como algo com açucar me sinto enjoado. E isto para mim é uma libertação, pois quando vem à mente alguma coisa doce quero logo correr para algo natural, pois o industrializado me causa enjoo e não mais prazer. Outro detalhe é que não tem que resistir a nada, apenas entender uma maneira de olhar para outras opções que são mais prazeirosas e saudáveis.

Então é isto pessoal, este tal de pendulo ja deve estar incutido em minha mente, pois quando desejo fazer algo apenas faço, já que sei que sou UNO (Mestre e Aprendiz) e isto encerra a questão pois a vida é uma eterna experienciação, mudando-se apenas o grau em que vc busca respostas e como o corpo aprendiz é um binário vou criando mais rotinas para que ele possa se reeducar.

Harmonia e Luz . :sol:

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: sexta fev 22, 2013 1:22 am
por Espirito_eterno
Olá alemmarinho!

Valeu pelas informações, realmente associar o cheiro aos efeitos da digestão de tais alimentos é uma tática plausível e eficiente. Queria eu ter esse enjoo de alimentos industrializados com açúcar que você tem, para mim ainda é na base da resistência, principalmente por sempre ter em casa, já que eu não sou o único aqui. Eu acho que é possível "desgostar" de todos os alimentos, e acho que Victor Truviano é um exemplo, também penso que comemos mais por falta do que fazer de melhor, então para nos sentirmos bem emocionalmente, acabamos comendo, mas eu creio que a meditação pode ajudar nesse sentido e muito, mas por problemas de coluna (que pretendo tratar o mais rápido possível) eu não consigo meditar direito, pois o incomodo me atrapalha.

Até mais.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: segunda fev 25, 2013 12:59 am
por Zame
Olá amigos,

Espero que todos estejam bem, coduzindo suas eperimentações com prazer. Agradeço as observações interessantes dos últimos posts. Estou enfrentando dias mais difíceis agora, apesar de fazer o máximo para me manter serena. A vontade de comer está se tornando mais específica. Tenho me lembrado de um saduiche que, na época, uns 3 anos atrás, achei delicioso com queijo provolone e também pensado em pizza e pão de queijo. Ontem á noite esta vontade estava muito forte. Realmente, sinto que a dependência emocional, ou o efeito da privação está pegando forte e se não comi nada até agora (46o. dia, ufa!) é por causa de 3 motivos.1o. Mantenho-me sempre afastada destas tentações (e, como em casa não tenho absolutamente nada... é bem mais fácil); 2o. porque tenho certeza de que se eu comer terei dores de estômago devido ao fato de não comer todo este tempo e 3o. porque provavelmente eu não poderia apreciar estes sabores agora (continuo com a boca super estranha, com a língua dolorida e sem sentir direito qualquer sabor). Daí, ontem, notei que os sabores dos sucos de frutas me enjoaram completamente porque estes sucos diluídos quase não têm graça e o pouco de sabor que têm, não consigo captar direito. Por isto, notei que eu tinha que fazer algo urgente para sentir algum sabor de verdade. Então, me lembrei de um local próximo daqui onde há caldo de cana e água de coco verde. Fui até lá e só de tomar um pouquinho de caldo de cana, já senti uma melhora na situação toda. Interessante, hoje à tarde, eu estava num curso e não havia mais nada pra tomar, exceto um guaraná que eu sempre gostei e resolvi experimentar um pouquinho. O gosto estava totalmente estranho. Creio que deve ser pela situação da minha boca, que aliás, também está me afastando das pessoas, pois não tenho prazer de conversar, porque resseca, pelo desconforto e pela sensação de atrito constante nas mucosas. A boa notícia é que há muitos dias não tenho mais quase desconforto gástrico - ótimo! E sexta-feira e hoje tive diarréia forte e que não consigo explicar. Tive que tomar remédio para parar. Por causa disto, minha energia que estava melhorando, diminuiu de novo. Está bem difícil subir uma escada e não consigo me fortalecer suficientemente ainda, mesmo com a ginástica. Como continuo firme na opinião de que a dependência emocional pode ser curada ou, pelo menos controlada e que não devo ceder a ela, apesar do custo relativamente alto, minha próxima tentativa de trabalhar isto é pelo neurofeedback. Estou lendo um livro muito interessante a respeito e devo procurar o profissional, autor do livro, que mora em Sampa, nesta segunda-feira pois a situação é urgente. Depois eu conto pra vocês se isto pode mesmo me ajudar. Vamos ver! Diante disto tudo, o objetivo de me manter feliz é um desafio gigante! Ok, tenho outros motivos na vida para ser feliz e estou fazendo o biofeedback para continuar estimulando o pensar positivo e as emoções positivas. Está funcionando bem. TEnham uma ótima semana!

Abraços,

:isso_ai:

:dormindo:

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: segunda fev 25, 2013 11:58 am
por alemmarinho
Olá!!!

Espirito eterno

O enjoo por alimentos muito doces só vem depois que vc mudar seu padrão palativo em relação aos industrializados tendo como base os produtos naturais, pois quando vc vai fazendo um paralelo passa a aceitar os produtos naturais pis vc sente o aroma e sabor de um produto feito pela natureza e quando a mente capta esta ideia ela passa a ser mais seletiva pois o corpo também passa a enviar mensagens do que é bom para ele. Com relação ao açucar foque no doce natural, garapa, cana de açucar, frutas doce melancia, abacaxi, laranja, caqui, mamão, fruta do conde, mexirica e por ai vai, são tantas opções, e quando vc sente o doce vem acompanhado de uma incrivel satistação por parte do corpo, já quando o açucar é quimico ele dá uma sensação momentanea, porém o corpo reclama com retenção de liquido e dependência mental sobre aquele paladar, gerando um periodo de abstinência que chama novamamenteo açucar e o corpo paga a conta com retenção de liquidos, tentando se limpar.
A meditação não tem nada a ver com problema na coluna, pois é justamente o contrário, quando vc meditar e deixar os produtos industrializados de lado sua coluna ira melhorar e assim foi que aconteceu comigo, fica 10 minutos numa posição qualquer depois passave 2 dias com dores na coluna. Então caiu a ficha, o alimento que provocava as dores na coluna e não o contrário. Assim hoje quando faço os alongamento da coluna percebo uma maior flexibilidade e na meditação me sinto leve, me sentindo um adolescente fisicamente novamente. Coisa realmente inacretidável. Ainda mais depois que assisti um video que um cara tinha paralisia da cintura para baixo e passou a fazer YÔGA o mesmo voltou a andar, então uma dorzinha é fichinha.

http://www.youtube.com/watch?v=UFD-sNcnuio

Então mude os habitos alimentares e comece meditando fazendo uma posição menos incomoda e vá faendo que vc vai ficar de boca aberta com os resultados

Harmonia e luz. :sol:

Espirito_eterno Escreveu:Olá alemmarinho!

Valeu pelas informações, realmente associar o cheiro aos efeitos da digestão de tais alimentos é uma tática plausível e eficiente. Queria eu ter esse enjoo de alimentos industrializados com açúcar que você tem, para mim ainda é na base da resistência, principalmente por sempre ter em casa, já que eu não sou o único aqui. Eu acho que é possível "desgostar" de todos os alimentos, e acho que Victor Truviano é um exemplo, também penso que comemos mais por falta do que fazer de melhor, então para nos sentirmos bem emocionalmente, acabamos comendo, mas eu creio que a meditação pode ajudar nesse sentido e muito, mas por problemas de coluna (que pretendo tratar o mais rápido possível) eu não consigo meditar direito, pois o incomodo me atrapalha.

Até mais.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: segunda fev 25, 2013 12:02 pm
por alemmarinho
Olá!!!

Zame

A melhor forma de quebrar o padrão mental das lembranças e criando novos hábitos, sua diarréia já é efeito do que vc esta colocando para dentro.
Use a água para ajudar na limpeza. Os exercicios são bons, porém busque fontes alternativas de energia, Sol, Ar junto à natureza e agua complementam esta reposição.
Faça meditação junto a estes elementos e sentira a energia fluir por seu corpo através da respiração.
Apenas brigar com a memória não dá resultados, pois a mente é esrava de hábitos, mude-os ou vai ficar refem deles.

Harmonia e luz.


Zame Escreveu:Olá amigos,

Espero que todos estejam bem, coduzindo suas eperimentações com prazer. Agradeço as observações interessantes dos últimos posts. Estou enfrentando dias mais difíceis agora, apesar de fazer o máximo para me manter serena. A vontade de comer está se tornando mais específica. Tenho me lembrado de um saduiche que, na época, uns 3 anos atrás, achei delicioso com queijo provolone e também pensado em pizza e pão de queijo. Ontem á noite esta vontade estava muito forte. Realmente, sinto que a dependência emocional, ou o efeito da privação está pegando forte e se não comi nada até agora (46o. dia, ufa!) é por causa de 3 motivos.1o. Mantenho-me sempre afastada destas tentações (e, como em casa não tenho absolutamente nada... é bem mais fácil); 2o. porque tenho certeza de que se eu comer terei dores de estômago devido ao fato de não comer todo este tempo e 3o. porque provavelmente eu não poderia apreciar estes sabores agora (continuo com a boca super estranha, com a língua dolorida e sem sentir direito qualquer sabor). Daí, ontem, notei que os sabores dos sucos de frutas me enjoaram completamente porque estes sucos diluídos quase não têm graça e o pouco de sabor que têm, não consigo captar direito. Por isto, notei que eu tinha que fazer algo urgente para sentir algum sabor de verdade. Então, me lembrei de um local próximo daqui onde há caldo de cana e água de coco verde. Fui até lá e só de tomar um pouquinho de caldo de cana, já senti uma melhora na situação toda. Interessante, hoje à tarde, eu estava num curso e não havia mais nada pra tomar, exceto um guaraná que eu sempre gostei e resolvi experimentar um pouquinho. O gosto estava totalmente estranho. Creio que deve ser pela situação da minha boca, que aliás, também está me afastando das pessoas, pois não tenho prazer de conversar, porque resseca, pelo desconforto e pela sensação de atrito constante nas mucosas. A boa notícia é que há muitos dias não tenho mais quase desconforto gástrico - ótimo! E sexta-feira e hoje tive diarréia forte e que não consigo explicar. Tive que tomar remédio para parar. Por causa disto, minha energia que estava melhorando, diminuiu de novo. Está bem difícil subir uma escada e não consigo me fortalecer suficientemente ainda, mesmo com a ginástica. Como continuo firme na opinião de que a dependência emocional pode ser curada ou, pelo menos controlada e que não devo ceder a ela, apesar do custo relativamente alto, minha próxima tentativa de trabalhar isto é pelo neurofeedback. Estou lendo um livro muito interessante a respeito e devo procurar o profissional, autor do livro, que mora em Sampa, nesta segunda-feira pois a situação é urgente. Depois eu conto pra vocês se isto pode mesmo me ajudar. Vamos ver! Diante disto tudo, o objetivo de me manter feliz é um desafio gigante! Ok, tenho outros motivos na vida para ser feliz e estou fazendo o biofeedback para continuar estimulando o pensar positivo e as emoções positivas. Está funcionando bem. TEnham uma ótima semana!

Abraços,

:isso_ai:

:dormindo:

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: quarta fev 27, 2013 1:43 am
por Espirito_eterno
Olá a todos!

Olá Zame!
Zame, desejo melhoras, e gostaria de ressaltar, se você sentir que esta tudo bem prossiga, se entender que é necessário um passo atrás o dê sem pestanejar. Eu creio que tudo que você colocar para dentro que não for natural e orgânico fará um grande mal, o remédio por exemplo, além do caldo Knorr. É meio surreal mas, somente um arroz cozido pode fazer um mal terrível! Então não duvide do mal que essas outras coisas podem te fazer.

Olá alemmarinho!
Tenho notado o que você disse de certa forma, a depender do que eu como, eu não aguento ficar mais tempo na cama que começa a doer a região central do corpo, não acho que seja o problema de coluna realmente, acho que tem a ver com a situação geral do organismo, a expulsão de toxinas, etc. Ou seja, realmente o problema tem uma influência, mas a meditação, junto a alimentação natural, podem servi para ultrapassar barreiras! Agora por favor responda uma pergunta que eu fiz algum tempo atrás (meses), mas acredito que você não viu ou esqueceu de responder. Você já usou algum remédio para desobstrução nasal (Longo prazo, curto prazo)? Pois creio que por causa de um longo período de uso tive algumas efeitos colaterais não notados no momento, e agora me livrando dele quero linkar (conectar) os pontos e descobri quais são os efeitos desse tipo de remédio a longo prazo.

Até mais.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: quarta fev 27, 2013 5:24 am
por Zame
Caros colegas,

Além do que eu havia contado, ontem pela manhã notei que eu estava com candidíase - "sapinho" numa área grande da boca e a diarréia continuava. Lembrei-me imediatamente do conselho do Oberom. Se perceber que seu corpo adoece, volte atrás e cuide disto porque um corpo doente não assimila bem o prana. Com certeza minha imunidade estava baixa. Então, além da nistatina para a candidíase, como disse Espírito_eterno, dei um passo atrás. Passei no mercado e comprei aquela sopinha de pacote individual japonesa, "missoshiru" de legumes, cheiro-verde e uma caixinha de feijão pronto. Bati no liquidificador um pouco dos grãos com o cheiro-verde e fiz a sopinha com o caldo knorr acrescentando tudo isto. Ainda continuou completamente líquida mas tomei ontem e hoje. Sinto-me bem melhor agora, com mais energia. E uma amiga querida decidiu fazer um caldo de legumes natural e orgânico e me trazer amanhã, para que eu não fique nos processados. Não estou me sentindo mal com isto. Acho que foi necessário mesmo e estou em paz com isto. Quanto a meditar junto à natureza, alemmarinho, concordo plenamente, mas não estou com disponibilidade para tal, por enquanto. Talvez no fim-de-semana eu consiga. E não estou brigando com as memórias, estou tentando driblá-las. Por outro lado, concordo plenamente com vc que preciso trocar isto por outros prazeres e, exatamente por causa disto, não posso nem pensar em água... preciso sentir sabor. A água de côco está sendo bem agradável e é igualmente diluída. Sei que tudo isto vai passar. O neurofeedback se mostrou um tratamento muito caro, por enquanto e vou continuar com estas soluções que tenho em mãos. Também não foi muito fácil me manter tão feliz nos últimos 8 dias, enfrentando situações difíceis e com esta energia mais baixa e a saúde deste jeito. Nós sabíamos que o desafio de ser feliz morando em Sampa seria grande, com toda esta negatividade por perto , mas vai dar tudo certo. Obrigada pela atenção de vocês e os conselhos com muito discernimento.

Abraços,

:obrigado:

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: quarta fev 27, 2013 11:52 am
por alemmarinho
Olá!!!

Espirito eterno

Como te disse você tem que andar para no futuro correr. Enquanto esperar a coragem ou o estado de não dor para fazer algo, nada fará. Eu comecei aos pouquinhos e hoje minha coluna esta ficando cada vez maleável. Eu também antes se ficasse 10 minutos de mal jeito numa cadeira ja levava uma dor para a semana toda, hoje mudou tudo, me sinto renovado, realmente corpo de adolescente.
Desculpe não vi seu questionamento. Nunca uso medicamentos, pois entendo que o corpo é uma fantastica maquina bioquimica, e não autorizo entrar medicamento porque dizem que é bom para isto ou para aquilo, até mesmo o tipo de alimento afeta o muco e sistema respiratório, imagina então medicamentos estranhos.
Percebo que o primeiro a afetar a saúde é o ambiente, ar, umidade do ar, poluição, sol, falta dele. Então sempre fiquei muito atento aos elementos e seus efeitos sob o organismo. Assim tire qualquer medicamento de uso continuo e vai ter uma surpresa, pois o uso continuo cria o hábito e o hábito a dependencia e seu organismo passa a funcionar amarrado à dependencia, vc tem que efetuar esta desprogramação para poder se livrar do vicio "hábito" e assim reprogramar o funcionamento de seu corpo.
Ele mesmo ja da os sinais de anormalidade, basta dar atenção e revigorar-se, por isto te recomendei o YÔGA pois ajuda trabalhar o lado mental e fisico, realmente uma excelente ferramenta para quem quer se auto descobrir.

Harmonia e Luz. :sol:

Espirito_eterno Escreveu:Olá a todos!

Olá Zame!
Zame, desejo melhoras, e gostaria de ressaltar, se você sentir que esta tudo bem prossiga, se entender que é necessário um passo atrás o dê sem pestanejar. Eu creio que tudo que você colocar para dentro que não for natural e orgânico fará um grande mal, o remédio por exemplo, além do caldo Knorr. É meio surreal mas, somente um arroz cozido pode fazer um mal terrível! Então não duvide do mal que essas outras coisas podem te fazer.

Olá alemmarinho!
Tenho notado o que você disse de certa forma, a depender do que eu como, eu não aguento ficar mais tempo na cama que começa a doer a região central do corpo, não acho que seja o problema de coluna realmente, acho que tem a ver com a situação geral do organismo, a expulsão de toxinas, etc. Ou seja, realmente o problema tem uma influência, mas a meditação, junto a alimentação natural, podem servi para ultrapassar barreiras! Agora por favor responda uma pergunta que eu fiz algum tempo atrás (meses), mas acredito que você não viu ou esqueceu de responder. Você já usou algum remédio para desobstrução nasal (Longo prazo, curto prazo)? Pois creio que por causa de um longo período de uso tive algumas efeitos colaterais não notados no momento, e agora me livrando dele quero linkar (conectar) os pontos e descobri quais são os efeitos desse tipo de remédio a longo prazo.

Até mais.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: quarta fev 27, 2013 1:47 pm
por alemmarinho
Ola!!

Zame

A coisa funciona assim:

Pensamento = Mente (Memórias) + Temporal (Futuro ou Passado) + Condicionamentos (Fisico / bioquimico / ambiental)

Para viver de PRANA vc precisa:

Pensamento = Mente (Presente) + anular o Temporal + Buscar na Natureza energia (Sol, Ar, Água) e anular os condicionamentos/habitos anteriores.

Verifique em qual definição de Pensamento está e repare o que realmente vai colher desta experiência. pois não é um teste de resistência fisica, mas de adaptação
fisico mental a uma destas fórmulas. Não tem como escapar é assim que funciona.

Harmonia e Luz. :sol:

Zame Escreveu:Caros colegas,

Além do que eu havia contado, ontem pela manhã notei que eu estava com candidíase - "sapinho" numa área grande da boca e a diarréia continuava. Lembrei-me imediatamente do conselho do Oberom. Se perceber que seu corpo adoece, volte atrás e cuide disto porque um corpo doente não assimila bem o prana. Com certeza minha imunidade estava baixa. Então, além da nistatina para a candidíase, como disse Espírito_eterno, dei um passo atrás. Passei no mercado e comprei aquela sopinha de pacote individual japonesa, "missoshiru" de legumes, cheiro-verde e uma caixinha de feijão pronto. Bati no liquidificador um pouco dos grãos com o cheiro-verde e fiz a sopinha com o caldo knorr acrescentando tudo isto. Ainda continuou completamente líquida mas tomei ontem e hoje. Sinto-me bem melhor agora, com mais energia. E uma amiga querida decidiu fazer um caldo de legumes natural e orgânico e me trazer amanhã, para que eu não fique nos processados. Não estou me sentindo mal com isto. Acho que foi necessário mesmo e estou em paz com isto. Quanto a meditar junto à natureza, alemmarinho, concordo plenamente, mas não estou com disponibilidade para tal, por enquanto. Talvez no fim-de-semana eu consiga. E não estou brigando com as memórias, estou tentando driblá-las. Por outro lado, concordo plenamente com vc que preciso trocar isto por outros prazeres e, exatamente por causa disto, não posso nem pensar em água... preciso sentir sabor. A água de côco está sendo bem agradável e é igualmente diluída. Sei que tudo isto vai passar. O neurofeedback se mostrou um tratamento muito caro, por enquanto e vou continuar com estas soluções que tenho em mãos. Também não foi muito fácil me manter tão feliz nos últimos 8 dias, enfrentando situações difíceis e com esta energia mais baixa e a saúde deste jeito. Nós sabíamos que o desafio de ser feliz morando em Sampa seria grande, com toda esta negatividade por perto , mas vai dar tudo certo. Obrigada pela atenção de vocês e os conselhos com muito discernimento.

Abraços,

:obrigado:

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: sexta mar 01, 2013 10:15 pm
por Zame
Olá alemmarinho,

Percebo que você tem razão. Estou investindo neste caminho como posso. Estou me sentindo melhor e continuo firme e centrada e serena e olha que tenho passado por provas de fogo!

Abs
:tchau1:

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: terça mar 12, 2013 6:39 pm
por tiagoirber
Boa tarde a todos.
Fico muito feliz em ter encontrado todos vocês, que, com amor, conseguem ajudar a todos.
Gostaria de compartilhar com todos o meu processo.
Bem, faz duas semanas comecei meu processo de mudança de alimentação.
Faz muitos anos que a alimentação me incomoda.
Passei por provações e revelações psicológicas, tudo no intuito de descobrir a razão dessa escravidão com relação à alimentação.
Claro que descobri inúmeros problemas psicológicos adjacentes e diretos com relação à isso, mas ainda não consegui me libertar.
Faz muito tenho essa consciência. Preciso me libertar disso. Preciso tirar isso da minha vida. Preciso ter plenitude, a qual hoje busco, e sei que passa por este processo.
Desde outubro do ano passado (2012) me tornei semi-vegetariano (como peixe), e isso abriu um gama de sensações e possibilidades em minha vida.
Hoje me sinto mais forte, menos cansado, mais saudável e feliz com isso, mas, ainda sinto que preciso me libertar não só da carne, mas da alimentação em si.
Estou lendo faz muito tempo sobre a alimentação prânica. Tive contato com ela faz algum tempo, por meio de um amigo. Um dia ele me disse, por alto, do processo de 21 dias que era feito no interior da Bahia.
Senti curiosidade, mas, imaginei ser um processo exclusivo e para iniciados, bem distante de minha realidade.
Até que, umas semanas atrás, recebi um email de uma amiga sobre um blog.
Lá tive várias luzes, mas, a mais brilhante foi essa. Vi que esse processo pode ser feito trabalhando, no dia-a-dia, e só depende de você, de sua força de vontade, de sua conexão com o seu ascendente.
Comecei a ler o livro da Jasmuheen.
Fui até um local isolado em meu trabalho, onde medito e tive uma epifania!
Uma taquicardia e uma imensa felicidade começou a transbordar de meu peito.
Ouvi a voz, acho que de meu guia espiritual ou de minha consciência: “Vá em frente, você já está pronto. Comece a se preparar!”.
Fiquei emocionado, muito feliz e empolgado. Foi o início de meu processo consciente de libertação.
Começarei meu processo de 21 dias no dia 18/05/2013, no dia em que irei para um retiro meditativo.
No entanto, já comecei meu processo de preparação. Dividi em etapas.
1ª ETAPA - Desde o dia 28/02/2013, até o dia 06/04/2013 – 38 dias – minha alimentação será apenas sem farinhas.
Claro, manterei a alimentação vegetariana, mas, cortarei, todas as farinhas, inclusive integrais, bem como arroz e proteína de soja. Ou seja, basicamente comerei peixe, ovos, verduras, legumes e frutas.
2ª ETAPA - Do dia 07/04/2013 até o dia 04/05/2013 – 28 dias – minha alimentação será de sucos, frutas e sopas.
Comerei apenas frutas, sucos e sopas.
3ª ETAPA - Do dia 05/05/2013 até o dia 17/05/2013 – 12 dias – minha alimentação será de sucos e sopas.
Claro, manterei a alimentação vegetariana inclusive nas sopas. Na verdade, darei preferência apenas para os caldos, sem alimentos sólidos.
4ª ETAPA - Do dia 18/05/2013 até o resto de minha vida – início da alimentação prânica.
Bem, gostaria da ajuda de vocês, com dicas e considerações sobre o meu intuito, bem como a forma como me prepararei. Todos os comentários são bem-vindos e proveitosos. Agradeço a todos.
Seja feita a vontade do Universo. Sou apenas seu instrumento.
Mamaste! Aloha!

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: quarta mar 13, 2013 9:46 am
por Zame
Olá tiagoirber!

Seja muito bem-vindo a este forum!
Sim, como você disse, aqui recebemos apoio, orientações, opiniões e temos reforço positivo para esta experiência de nos superar a cada dia, através do caminho da alimentação. Espero que você também se sinta feliz por aqui, como eu me sinto.
Parabéns pela sua iniciativa e seu plano. Comentários sobre ele? É difícil fazer, pois você afirmou que tem estudado o tema e só você se conhece, claro. Por outro lado, o que posso fazer é um paralelo com a minha experiência. Se vc der uma olhada na minha passagem por aqui, que também começou em outubro quando resolvi me tornar crudívora, fiz também um plano próximo ao seu, de ir diminuindo tudo até o dia de começar o processo e que não funcionou como eu havia pensado. Por que? Porque comecei a emagrecer de modo que achei arriscado dar o próximo passo. Ou seja, as mensagens do seu corpo também contarão nas tuas decisões, aliás, isto é muito importante, respeitar estes limites. Então, acabei não avançando para os líquidos logo antes do processo. Outro exemplo é que depois que iniciei o processo e voltei para casa, havia decidido que iria sair do suco diluído e avançar para a água e também não funcionou. A dependência emocional se mostrou "poderosa" e hoje estou com a água de côco e o caldo diluído quente e claramente ainda vivo no estágio de buscar superar esta dependência. Então, o processo, a meu ver, não é tão lógico. Mas os planos são necessários pra nos dar um norte. O problema é não deixá-los rígidos. Que você faça estas passagens com muito prazer e quanto mais você se conectar com o que há de bom, belo e verdadeiro, mais bem-sucedido será! Muita determinação e leveza pra você!

:concordo2:

:P

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: quarta mar 13, 2013 3:12 pm
por tiagoirber
Fico muito grato com o carinho!
É, para mim é um processo de libertação. No momento, não me importo e nem penso no que ocorrerá depois.
Quero viver isso agora. Para mim é apenas uma questão de escolha. Sinto-me sufocado com isso, como se fosse um entrave para minha evolução.
Preciso sentir essa liberdade, não do que eu irei comer, mas sim, se irei ou não comer!
A alimentação para mim é um tema delicado, para o qual dedico muito energia em minha vida. Energia esta que poderia estar sendo empregada em minha elevação, em minha ascensão.
Quanto ao emagrecimento, não estou preocupado também. Sou muito ativo, faço academia 4 x por semana, não estou gordo, mas tenho algumas reservas.
Além do que, já estou fazendo meus decretos diários para começar a me alimentar de prana. Então, ingiro os alimentos, mas ao mesmo tempo falo para os meus corpos que entendam que ainda preciso destes alimentos, mas, que aos poucos quero que eles entendam que o prana vai gradativamente tomando o lugar dos alimentos físicos.
Não sou radical. Apenas sinto. Respeito meu corpo e minha vontade. Sempre tento conversar comigo mesmo e ver o porquê daquela fome ou daquela vontade de comer algo. Se consigo identificar, a vontade se esvai. Mas, quando não consigo, cedo ao desejo, sem culpa.
Tudo está sendo muito intuitivo, do que acho que será um processo menos doloroso. Mas, acredito também que tudo está perfeito. Tudo que tiver que acontecer, acontecerá. Então, estou muito seguro e tranquilo de que conseguirei o que quero. E se vier muito ou pouco sofrimento, tudo depende do meu merecimento e das lições que devo aprender.
Estou preparado, emocionalmente, para tudo que possa ocorrer, porque este desejo de libertação esta inabalável dentro mim. Estou tentando me preparar fisicamente. Mas, tenho fé de que terei tudo de que preciso para conseguir. Conto com a ajuda de vocês.
Seja feita a vontade do Universo. Sou apenas seu instrumento.
Namaste! Aloha!

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: quarta mar 13, 2013 4:23 pm
por alemmarinho
Olá!!

Tiago

Seja vem vindo à busca da consciência Prânica.

Tiago o processo de 21 dias não é um fim em si mesmo.

O Segredo esta mais associado ao Tempo que você leva para desprogramar os hábitos alimentares que adotou, então você teria que fazer o caminho reverso.

Assim a constante é sempre buscar o equilibrio Corpo fisico, Corpo mental e Corpo emocional, e somente equilibrando estes corpos você vai viabilizar
a absorção prânica de maneira efetiva.

Assim a coisa funciona se trabalhar todos estes fatores em paralelo, percebi que vc focou muito na questão da mudança de habitos, mas tem também
a questão do meio que deverá ser trabalhada para que você consiga manter o equilibrio.

Seria bom você também ter algumas etapas de jejuns alternados e sentir o que acontece nos seus corpos e como vc reage. De resto não tem uma fórmula secreta pois o foco é sempre tirar os habitos do fisico para o não fisico. E adentrar neste universo exige esta postura (Busca de Equilibrio).

Enfim, seja bem vindo à busca



Harmonia e Luz. :sol:




tiagoirber Escreveu:Fico muito grato com o carinho!
É, para mim é um processo de libertação. No momento, não me importo e nem penso no que ocorrerá depois.
Quero viver isso agora. Para mim é apenas uma questão de escolha. Sinto-me sufocado com isso, como se fosse um entrave para minha evolução.
Preciso sentir essa liberdade, não do que eu irei comer, mas sim, se irei ou não comer!
A alimentação para mim é um tema delicado, para o qual dedico muito energia em minha vida. Energia esta que poderia estar sendo empregada em minha elevação, em minha ascensão.
Quanto ao emagrecimento, não estou preocupado também. Sou muito ativo, faço academia 4 x por semana, não estou gordo, mas tenho algumas reservas.
Além do que, já estou fazendo meus decretos diários para começar a me alimentar de prana. Então, ingiro os alimentos, mas ao mesmo tempo falo para os meus corpos que entendam que ainda preciso destes alimentos, mas, que aos poucos quero que eles entendam que o prana vai gradativamente tomando o lugar dos alimentos físicos.
Não sou radical. Apenas sinto. Respeito meu corpo e minha vontade. Sempre tento conversar comigo mesmo e ver o porquê daquela fome ou daquela vontade de comer algo. Se consigo identificar, a vontade se esvai. Mas, quando não consigo, cedo ao desejo, sem culpa.
Tudo está sendo muito intuitivo, do que acho que será um processo menos doloroso. Mas, acredito também que tudo está perfeito. Tudo que tiver que acontecer, acontecerá. Então, estou muito seguro e tranquilo de que conseguirei o que quero. E se vier muito ou pouco sofrimento, tudo depende do meu merecimento e das lições que devo aprender.
Estou preparado, emocionalmente, para tudo que possa ocorrer, porque este desejo de libertação esta inabalável dentro mim. Estou tentando me preparar fisicamente. Mas, tenho fé de que terei tudo de que preciso para conseguir. Conto com a ajuda de vocês.
Seja feita a vontade do Universo. Sou apenas seu instrumento.
Namaste! Aloha!

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: quarta mar 13, 2013 6:16 pm
por Espirito_eterno
Olá alemmarinho!

Percebi uma coisa diferente outro dia, que creio já ter sido relatada no fórum por você, eu pensei em comer umas besteiras, mas ai me venho a mente: Você já está satisfeito, se comer aquilo vai ser mal, o sabor não vale a pena. Então eu comecei a me lembrar (e sentir também) do mal estar causado pelas coisas que eu queria comer, e foi mais fácil abdicar delas. O que quero dizer é que acho que esse tipo de percepção é montada com o tempo, e o esforço sobre uma meta, pois antes eu não sentia isso (se eu parasse para pensar, só sentiria o sabor) mesmo sabendo do mal estar que sentiria após ingerir tais coisas.

Olá tiagoirber!

:bem_vindo:

Bom, Zame já disse o que eu queria te dizer de certa maneira, mas eu queria complementar que independente do resultado se você continuar você pode conseguir nessa vida, esse feito. Mas não ache que o tempo é seu inimigo, ele vai edificar a sua obra, e você vai achar muito bonita a sua história no final. Bom também queria dizer que a sua mensagem talvez tenha sido que você vai conseguir no final das contas, não da forma como você planejou necessariamente, então fica tranquilo se não ocorrer como no plano, pois ele é mecânico, quem falará mais alto no seu sucesso é sua intuição, ela indica quando mudar ou não. Desejo boas energias na sua jornada e que você consiga o que quiser e for justo!

Até mais.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: quarta mar 13, 2013 7:10 pm
por alemmarinho
Olá!!

Espirito eterno

As descobertas se tornam uma verdade quando às exploramos. A coisa é bem por ai, experienciar e concluir é o segredo nesta busca.

Harmonia e luz. :sol:



Espirito_eterno Escreveu:Olá alemmarinho!

Percebi uma coisa diferente outro dia, que creio já ter sido relatada no fórum por você, eu pensei em comer umas besteiras, mas ai me venho a mente: Você já está satisfeito, se comer aquilo vai ser mal, o sabor não vale a pena. Então eu comecei a me lembrar (e sentir também) do mal estar causado pelas coisas que eu queria comer, e foi mais fácil abdicar delas. O que quero dizer é que acho que esse tipo de percepção é montada com o tempo, e o esforço sobre uma meta, pois antes eu não sentia isso (se eu parasse para pensar, só sentiria o sabor) mesmo sabendo do mal estar que sentiria após ingerir tais coisas.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: quarta mar 13, 2013 9:22 pm
por tiagoirber
Boa tarde.
Muito grato pelas respostas.
Tenho consciência de que o processo não é um fim em si mesmo. É um processo de aceleração.
Então, por isso que o vejo tão importante para mim, porque sinto, intimamente, que é uma das amarras que me impedem de seguir em minha busca pessoal.
Eu apenas estou buscando, tentando ouvir meu coração, meu eu interior, seguir minha intuição.
Só quero remover esse obstáculo ao auto-reconhecimento de todo o meu potencial como ser espiritual, que pode ser eterno, que pode viver de luz, que pode ascender, que pode entrar em alta vibração com o Universo, com os mestres.
Estou apenas em minha jornada. Um passo de cada vez.
Namaste. Aloha.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: quinta mar 14, 2013 8:35 pm
por Jacarishe
Olá tiagoirber !!!

Que legal que você encontrou o seu caminho até aqui no fórum.
Aqui você vai encontrar muito muito material para te dar o apoio teórico (informações, sugestões, idéias...) para esta grande viagem.
Além disto, todas as pessoas ativas do fórum, estão extremamente interessadas no tema, e portanto você sempre terá muito apoio e trocas de idéias, que neste assunto, é muitíssimo importante, pois não existe muitas fontes de informação sobre o assunto e há raríssimas pessoas que vêem isto como uma possibilidade.
O mais importante é nunca desistir, pois frequentemente aparecerão desafios de que você não tinha consciência que poderiam surgir, mas que, se você realmente quiser, sempre superará. Mas as vezes as coisas levam muito mais tempo do que a gente imagina, infelizmente. Tem que ter paciência. Este é ainda um caminho novo, embora haja perto de 30.000 pessoas vivendo de luz neste planeta, que comparado com 7.000.000.000, é apenas 0,0004% da população... É importantíssimo deixar as coisas acontecerem no momento certo, sem forçar. Se você tiver uma idéia fixa de que é isto que você quer, as coisas vão se direcionando para aí de qualquer maneira. As vezes você planeja coisas e as coisas não acontecem da maneira que você queria. É assim mesmo, tem que ter paciência e não desistir. Há sempre muita coisa dentro de nós de que não temos noção. Há muitas crenças limitadoras que não sabemos que temos e que acabam por atrapalhar o nosso progresso. É muito legal te ver tão determinado e com tantos planos. Este é um tema muito atrativo, com tantas vantagens em todos os níveis.
Como já te foi sugerido, acho que se você começar a fazer jejuns semanais, que podem ser bebendo apenas água, sucos de frutas, chás e batidos de frutas ou até jejuns mais extremos que são apenas água e chás, isto vai te ajudar muito, pois você vai ter uma idéia de como você se sente sem comer, e você vai acabar descobrindo que o apego aos sabores e ao ato de mastigar é muito mais forte do que parece e assim você já vai trabalhando esta parte. Além disto, durante os jejuns você vai conseguir identificar claramente outros aspectos que você não tinha noção, como a parte social, a ligação emocional à comida (ou doces), que fica evidente quando você está estressado, ou ansioso, ou quando sente falta de excitação em relação à vida. Tudo é normal, não é falta de preparação e nem significa que o "viver de luz" não seja para você. Se a idéia te atrai é porque é mesmo algo para você e é a fase certa da vida para você dedicar a isto, caso contrário a idéia te pareceria como algo impossível, bizarro e absurdo, como é para 99,999% das pessoas deste planeta.

Até Mais

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: sexta mar 15, 2013 2:25 pm
por tiagoirber
Mais uma vez muito grato por todo o apoio e orientação.
Vou começar a introduzir o jejum. Agora estou diminuindo o número de refeições e a quantidade.
Eu faço 6 refeições por dia (de acordo com as recomendações médicas), então, em dias alternados, estou diminuindo para 3.
E não as faço regularmente. Por exemplo, nos dias em que estou fazendo 3, como algo leve no café, substituo o almoço por algumas castanhas e no final de tarde tomo uma sopa de vegetais.
Vou testando, por meio da tentativa e do erro, o que funcional nesta fase preparatória.
Daqui a umas duas semanas acredito que já consigo introduzir um dia de jejum, por semana, só com água.
Depois verei se consigo aumentar a quantidade de dias em jejum, e assim por diante.
Sinto já que estou me alimentando um pouco de prana. Quando olho para o sol e faço os meus decretos, sinto uma leve coceira na garganta, e um gosto doce, bem leve, bem como aumenta a minha salivação.
Não sei bem o que isso significa (se é psicológico, físico etc), mas, imediatamente quando faço isso, perco a fome.
Queria muito compartilhar meu diário com vocês, à medida que estiver no processo de 21 dias, porque farei isso sozinho, sem acompanhante, sem ninguém saber.
Então, queria postar todos os dias meu diário para vocês, para que compartilhem de minha experiências e para que sejam meus amigos nesta experiência.
Luz paz e amor a todos!
Namaste! Aloha!

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: segunda abr 29, 2013 2:27 am
por Zame
Olá caros colegas!

Espero que todos estejam bem!
De um modo geral, estou bem e muito grata a todo processo que venho vivendo, porque tenho aprendido muito, mas se eu disser que tem sido fácil, não é verdade. Hoje é o dia 109 do processo que se iniciou no dia 10/01 (além dos 3 meses de crudivorismo que se inicou em outubro). Até o dia 80 eu me mantive sem comer e a partir do dia 81 voltei a comer algumas coisas. Como eu havia escrito aqui, a vontade de comer estava aumentando e continuou assim, ocupando muito espaço mental. Tive vários outros motivos para voltar a comer algumas coisas, mas o principal foi não provocar ainda mais privação e a reação oposta, da fissura. Considero que continuo vivendo do prana mas entendo que estou vivendo um certo descontrole na ingestão pois o meu objetivo era não comer nada e eu continuo com uma vontade forte, apesar de não deixar isto me controlar. Ou seja, continuo buscando lidar com a dependência dos sabores. Considero isto um desafio muito interessante. Outro fato que está dificultando é que após voltar do processo muitas mudanças bem importantes estão acontecendo na minha vida, como mudar não só de emprego, mas de profissão, precisar me preparar muito para isto, estudar horrores, tomar muitas decisões e tudo isto está mexendo de tal modo que estou mais ansiosa. É natural, mas meu objetivo era ser feliz e estar serena... Bem, não consegui tanto quanto queria. Busquei ajuda com uma psicoterapeuta na semana passada, mas não tem jeito, não há como alguém que está fora deste paradigma nos entender. Enfim, continuo muito determinada ao que quero, que é só viver de prana mas estou dando o tempo que o meu corpo, minha mente e minhas emoções necessitam. Está tudo certo no seu lugar. Estas mudanças todas na minha vida estão ligadas a tudo o que trabalhei no processo dos 21 dias e, portanto, são motivo pra eu estar mais feliz, o que estou também. Parece contraditório... entendo, mas este é o meu momento atual. E vocês, colegas, como estão?
Abraços pra todos! :isso_ai:

:dormindo:

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: segunda abr 29, 2013 11:39 am
por alemmarinho
Olá!!

Zame, seja bem vinda ao desafio real!!!!

Pois é, tudo que estais passando busquei compreender e senti e sinto em mim, só que com outra perspectiva, ou seja, fica muito mais fácil lidar com hábitos que realmente comprometem o equilíbrio do ser em viver de PRANA. De um mês para cá vem acontecendo coisas interessantes em relação à absorção prânica.
Estou sentindo meu corpo muito leve e realmente me sentindo leve, com uma vontade incrível de correr em disparada como se tivesse muita energia sobrando, realmente algo muito estranho, e como vc também voltei a me alimentar, só que apenas uma vez por dia, pois não aguento mais que isto e o outro detalhe também é que esta alimentação é quase que exclusivamente crudivera, frugivera. Esta realmente é a melhor opção, pois o prana armazenado nestes tipos de alimentos realmente beneficiam o corpo e ajudam a mente a superar a falta de ambiente para que fosse possível retirar o prana diretamente dos elementos básicos, pois a rotina simplesmente nos faz trocar tempo por opções sistêmicas e alimentando situações que geram estresse mental o que fere o principio de Harmonia mental para a absorção, tendo que sair do foco da consciência prânica, onde você apenas fica no presente. E hoje fico vendo que as pessoas sofrem justamente por hábitos alimentares negativos e ritmos mentais também negativos ou estressantes o que gera doença no corpo. Mas venho observando muito esta questão e quanto o meio em que nos encontramos também afeta esta busca prânica. Então é isto, assim como vc estou ligado nesta questão do VIVER de PRANA, porém estou checando até que ponto é possível buscar esta fonte de energias sem ter que sair definitivamente do SISTEMA que nos leva o bem mais precioso de nossas vidas "O TEMPO" físico e mental deslocando a consciência para a não presença e isto por si prejudica a busca prânica. Seja bem vinda ao PARADIGMA, onde somente quem compreender vai poder atingir o resultado esperado, o resto vai ficar achando que é apenas uma crença. E um psicoterapeuta tem seus parâmetros de normalidade ligados à área da ciência dos paradigmas o que não iria contribuir muito neste assunto.
O fato é que MENTE cria a realidade e o meio realimenta esta VERDADE.




Zame Escreveu:Olá caros colegas!

Espero que todos estejam bem!
De um modo geral, estou bem e muito grata a todo processo que venho vivendo, porque tenho aprendido muito, mas se eu disser que tem sido fácil, não é verdade. Hoje é o dia 109 do processo que se iniciou no dia 10/01 (além dos 3 meses de crudivorismo que se inicou em outubro). Até o dia 80 eu me mantive sem comer e a partir do dia 81 voltei a comer algumas coisas. Como eu havia escrito aqui, a vontade de comer estava aumentando e continuou assim, ocupando muito espaço mental. Tive vários outros motivos para voltar a comer algumas coisas, mas o principal foi não provocar ainda mais privação e a reação oposta, da fissura. Considero que continuo vivendo do prana mas entendo que estou vivendo um certo descontrole na ingestão pois o meu objetivo era não comer nada e eu continuo com uma vontade forte, apesar de não deixar isto me controlar. Ou seja, continuo buscando lidar com a dependência dos sabores. Considero isto um desafio muito interessante. Outro fato que está dificultando é que após voltar do processo muitas mudanças bem importantes estão acontecendo na minha vida, como mudar não só de emprego, mas de profissão, precisar me preparar muito para isto, estudar horrores, tomar muitas decisões e tudo isto está mexendo de tal modo que estou mais ansiosa. É natural, mas meu objetivo era ser feliz e estar serena... Bem, não consegui tanto quanto queria. Busquei ajuda com uma psicoterapeuta na semana passada, mas não tem jeito, não há como alguém que está fora deste paradigma nos entender. Enfim, continuo muito determinada ao que quero, que é só viver de prana mas estou dando o tempo que o meu corpo, minha mente e minhas emoções necessitam. Está tudo certo no seu lugar. Estas mudanças todas na minha vida estão ligadas a tudo o que trabalhei no processo dos 21 dias e, portanto, são motivo pra eu estar mais feliz, o que estou também. Parece contraditório... entendo, mas este é o meu momento atual. E vocês, colegas, como estão?
Abraços pra todos! :isso_ai:

:dormindo:

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: segunda abr 29, 2013 5:03 pm
por rickadm
Olá Zame e Alemmarinho !!!

É muito legal ver pessoas como vocês, que tem determinação, coragem e disciplina para escolher e manter-se neste caminho do viver de luz.
É um caminho com muitos desafios. É complicado. Cada um tem a sua experiência única e pessoal, mas é uma grande transformação em
vários níveis, todos ao mesmo tempo. Eu estou neste ponto do "começar / não começar" já a muito tempo. Para mim é algo inevitável, é algo
que eu gosto muito, atrai-me muito e fascina-me muito. Não tenho muita experiência no assunto, mas sei que é complicado, que implica em muitos desafios. E acredito que a pessoa deve se sentir muito sozinha, pois é raríssimo encontrar alguém que compreenda isto em um mundo completamente formatado para tantos tipos diferentes de alimentação e tantos tipos diferentes de sabores.
Neste momento, a minha situação é a seguinte: Eu como tudo o que eu tenho vontade, excluindo carne, leite e ovos, pois não sinto vontade nenhuma de ingerir nenhum destes três, mas também não sou vegetariano, pois quase não como vegetais. Em relação à carne, ainda como a carne dos peixes, como o atum na pizza e muito raramente salmão em postas. Basicamente como só porcariadas, doces, pizzas, enfim, tudo o que eu tiver vontade de comer. Como até que eu não aguente mais e fique me sentindo cheio, cansado, fraco e as vezes com dor de cabeça. Estou me rendendo completamente aos vícios alimentares. O meu objetivo é verificar se existe um limite, um ponto de saturação. Existem bem poucas coisas que eu gosto, e acabo comendo sempre as mesmas coisas. Acredito que quando eu alcançar um ponto em que eu já não sinta vontade de comer nada, eu esteja muito mais preparado para lidar com a fase do pós processo dos 21 dias. Já estou vendo muitos progressos, pois quase já não sinto prazer em comer coisas que antes me davam muito prazer. A lista de coisas que eu comia, está ficando cada vez menor, e eu continuo testando, continuo comendo, de vez em quando aquilo que antes me dava muito prazer, para ter certeza absoluta de que estou mesmo livre da coisa. Um exemplo são uns cereais com recheio de chocolate. São caixas de 450 gramas (quase meio quilo de doce) e eu passei várias semanas comendo uma caixa inteira por dia. Cheguei até a comer 2 caixas em um único dia, mas aí eu ficava muito mal. Demorou para eu deixar de ter vontade de comer estes cereais, mas depois que se passaram 2 dias sem comê-los, comprei mais uma vez para ver como me sentia, e o prazer foi de apenas 50% do que eu sentia antes. Hoje comprei novamente e não consegui comer a caixa toda e o prazer foi de apenas 20%. Portanto, já estou realmente livre deles. Neste momento há pouquíssimas coisas que me dão vontade de comer, e quase nunca eu como por fome. Geralmente como apenas por ansiedade ou por estar desanimado com a vida. Este tem sido o meu caminho. O que eu espero conseguir é que quando eu estiver no estágio em que vocês estão, eu não ter vontade de comer nada. Não sei se é uma boa estratégia, mas cada um tem o seu caminho.

Tenho agumas perguntas para vocês dois. É um aspecto que quase nunca vejo discutido neste fórum, mas que eu considero importantíssimo, pois tudo está ligado. Temos o corpo físico, o corpo emocional, o corpo mental e o corpo espititual, temos campos energéticos, temos chackras, etc.
Como vocês vêem a parte energética de vocês ?
Como está a sensibilidade ?
Como estão os sentidos ? Mais sensíveis ?
A visão que vocês têm do mundo se alterou ?
E a meditação continua ?
E o sungazing ?
E a respiração ? Tem ficado mais flúida ? Mais leve ?
E a quantidade de energia disponível ? Você se cansa fácil ou não ?
E o contato com a natureza ? Você se sente mais ligado(a) à natureza ?
E as crenças ? Se alteraram ?
E a parte afetiva em relação às outras pessoas, em relação aos animais, à natureza, ao planeta, houve alterações ?
E os sonhos, se alteraram ?
E as emoções ?
E o amor, a compaixão, o carinho ? Você sentiu que houve alterações ?
Os problemas emocionais se intensificaram ?
Você descobriu partes de você que não conhecia antes ?

Bom, não espero que estas perguntas sejam todas respondidas. Mas se você(s) quiser(em) responder algumas delas, eu gostaria muito de ouvir.

Abraços
Rick

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: terça abr 30, 2013 2:49 am
por Espirito_eterno
Salve, salve pessoal!!!

"Não deixe o samba morrer, não deixe o samba acabar..."

A quanto tempo hein?
Eu tenho tentado, a um certo tempo transitar da fase vegetariana cheia de porcarias para a fase vegetariana alimentos naturais (cozidos ou não), e como não obtive muitos resultados positivo (até fiz um diário mostrando as varias tentativas e quantos dias eu ficava livre de algo), resolvi transitar de uma vez só para o crudivorismo, estou pretendendo fazer um jejum de suco por 60 dias, me baseando em um documentário em inglês "Fat, sick and nearly dead" (Gordo, doente e quase morto). No documentário, conta-se a história de um empresário/executivo australiano que resolve cuidar da sua saúde e sair da prescrição de medicamentos contra uma doença auto-imune que se manifestava em seu corpo (urticária), nessa jornada de 60 dias bebendo somente sucos naturais ele viaja pelo Estados Unidos (o país da tentanção alimentar segundo ele), para contar a sua história, incentivar pessoas e descobri novas histórias. A maioria das pessoas que ele encontrou comiam SAD (Standar American Diet *Dieta americana padrão*), uma dieta com 60% de alimentos industrializados, 30% de carnes com alto teor de gordura, 5% de grãos e nozes, 5% de vegetais e frutas. Poucas pessoas escutaram ele, entre as pessoas que resolveram mudar sua saúde, uma mulher com enxaquecas crônicas, e um camioneiro obeso com o mesmo problema que ele (urticária)... No final os 3 acabam com a saúde melhor e mudando um pouco o preconceito das pessoas ao redor em relação a tal alimentação mais natural e saudável.
Bem não vou falar mais do documentário, se quiserem assistir ai esta o link:

Continuando minhas aventuras pessoais, eu me livrei de alguns outros vícios também, outros estão na ponta de cair, enquanto outros continuam forte como uma muralha e não faço muita ideia de como resolve-los, só espero que seja lá o que eu fizer que resulte em algo positivo rapidamente. Estou meio ansioso igual a Zame em relação a várias coisas, é um tempo de mudanças para mim também, mas não posso parar, o essencial é essa mudança interna na minha opinião.
Enquanto ao que o alemmarinho disse eu posso me relacionar também, quando faço um jejum, ou como só frutas ou só bebo sucos, sinto minha energia entrar em ápice rapidamente também, inclusive eu toco melhor violão quando faço isso (é uma longa história o porque essa mudança visível é importante), também sinto vontade de sair correndo ou então andar o mais rápido possível, é algo muito legal, mas eu acho que pelo que o alemmarinho falou ele sente isso todos os dias (ou pelo menos mais vezes que eu).
Enquanto ao que o Rick disse eu também posso relatar algo semelhante, os vícios são tortuosos de se livrar, mas é importante não desistir. Converse com sua companheira Rick, exponha seu ponto de vista, diga como você não teve nem o tempo de mostrar a mudança proveniente dessa estilo de vida, chame ela mais uma vez para (se já chamou antes) caminhar esse caminho junto contigo. Eu acho importante morar em uma casa livre desses vícios alimentares (esse é um dos meus problemas, não moro sozinho, pretendo resolver isso em breve), por uma questão além do simples fato de estar perto da tentação, eu acredito fielmente que existe toda uma questão energetica, de entidades e espíritos envolto nessa estrutura alimentar, e como Jericho Sunfire disse: é uma luta contra uma energia muito grande, é a energia que praticamente o mundo inteiro segue/alimenta, então não foi feito para se sair facilmente, na verdade não foi planejado para se sair. Vou trazer aqui uma informação que eu espero que nos ajude (assim como quero tentar ela também) muito, exercício físico, além da saúde e ajudar a eliminar toxinas pode ajudar a se livrar de energias negativas, espíritos obsessores e entidades astrais. É simples, quando você se move você coloca todo o seu sistema energético em movimento também, fazendo seus chakras girarem mais rapidamente, processando energia e eliminando energia mais rapidamente também, além disso espíritos obsessores e entidades não seguem pessoas ativas (segundo informações de uma pesquisa), pois são preguiçosos demais para isso, além de possuirem baixo nível energético e não conseguirem parear com uma pessoa de alta vibração. Então fica a dica, exercício físico (corrida, bicicleta, nado) bruto até se esgotar, mas sem se prejudicar é claro, pelo menos vai servir para não comer no tempo em que estiver fazendo exercício!

Até mais.

Re: Experiências Pessoais (Repiratorianismo)

MensagemEnviado: terça abr 30, 2013 3:48 am
por rickadm
Olá Espírito Eterno,

Comentando o que você disse...

Espirito_eterno Escreveu:Enquanto ao que o Rick disse eu também posso relatar algo semelhante, os vícios são tortuosos de se livrar, mas é importante não desistir. Converse com sua companheira Rick, exponha seu ponto de vista, diga como você não teve nem o tempo de mostrar a mudança proveniente dessa estilo de vida, chame ela mais uma vez para (se já chamou antes) caminhar esse caminho junto contigo. Eu acho importante morar em uma casa livre desses vícios alimentares (esse é um dos meus problemas, não moro sozinho, pretendo resolver isso em breve)


É, eu falo com a minha companheira sobre o viver de luz quase todos os dias. Ela já deve estar super enjoada deste assunto, pois quase sempre que eu falo com ela sobre algum assunto esotérico, acabo por falar novamente sobre o viver de luz. Não sei se algum dia ela seguirá este caminho, mas do meu ponto de vista, isto é algo completamente pessoal, é uma escolha de cada um e dá perfeitamente para uma pessoa viver de luz com uma pessoa que não vive de luz. É claro que seria mais fácil se fossem os dois, mas é uma escolha de cada um. Na verdade, eu e ela temos alimentações meio separadas. Eu acabo sempre ficando nas porcarias e nas pizzas, enquanto ela come a comida que ela faz e as coisas que ela gosta. Eu não moro na mesma casa que ela. Moramos cada um na sua casa, e eu moro sozinho na minha casa. Na minha cozinha, a geladeira está com defeito, e portanto fica só desligada. Como eu não uso geladeira para nada, nunca mandei arrumar. A louça da pia, está a uns 4 meses sem lavar, mas também não aumenta, pois eu não cozinho nada. Na verdade, eu até cheguei a pensar na possibilidade de deixar de comer, retirar o fogão, geladeira e máquina de lavar louça da cozinha e fazer uma salinha, mas acho que não tem sentido nenhum... hehehehehe

Espirito_eterno Escreveu:, por uma questão além do simples fato de estar perto da tentação, eu acredito fielmente que existe toda uma questão energetica, de entidades e espíritos envolto nessa estrutura alimentar, e como Jericho Sunfire disse: é uma luta contra uma energia muito grande, é a energia que praticamente o mundo inteiro segue/alimenta, então não foi feito para se sair facilmente, na verdade não foi planejado para se sair.


É, é bem possível que existam espíritos envolvidos, mas pensando bem, como 99,999999% das pessoas no planeta comem (ou gostariam de comer), estes espíritos devem ficar colados a estas pessoas e não a nós, pois não vejo sentido em estes espíritos ficarem com pessoas que querem deixar de comer se há tantas pessoas que vivem para comer, e portanto acabam por saciar os desejos dos vícios destes espíritos com extrema facilidade, várias vezes por dia. Acho que estamos livres deles, a não ser que hajam espíritos meio masoquistas, que gostem de ver os seus desejos atendidos com muita dificuldade... hehehehehe

Espirito_eterno Escreveu:Vou trazer aqui uma informação que eu espero que nos ajude (assim como quero tentar ela também) muito, exercício físico, além da saúde e ajudar a eliminar toxinas pode ajudar a se livrar de energias negativas, espíritos obsessores e entidades astrais. É simples, quando você se move você coloca todo o seu sistema energético em movimento também, fazendo seus chakras girarem mais rapidamente, processando energia e eliminando energia mais rapidamente também, além disso espíritos obsessores e entidades não seguem pessoas ativas (segundo informações de uma pesquisa), pois são preguiçosos demais para isso, além de possuirem baixo nível energético e não conseguirem parear com uma pessoa de alta vibração. Então fica a dica, exercício físico (corrida, bicicleta, nado) bruto até se esgotar, mas sem se prejudicar é claro, pelo menos vai servir para não comer no tempo em que estiver fazendo exercício!
Até mais.


Em relação aos exercícios, apareceu um cara, em uma lista de discussão sobre breatharianism (respiratorianismo), que falou sobre um tipo de exercício que ele chama de cardio intensivo. Ele diz que faz mal para o organismo fazer longos períodos contínuos de exercícios semi leves. Ele diz que estes exercícios fazem o coração e os pulmões reduzirem de tamanho. O que ele recomenda é que se faça exercícios super intensos como correr normalmente por uns 2 minutos e derrepente, correr muito intensamente por uns outros 2 ou 3 minutos e parar para descansar e para o corpo se recuperar. Depois voltar a correr de leve por uns 30 seguntos e voltar a correr muito intensamente por uns 2 ou 3 minutos e voltar a descansar. Fazer isso mais uma vez, e pronto, o exercicio acabou. Fazer esta rotina de exercícios, com duração total de 15 minutos (incluindo as 3 fases: correr de leve, correr intensamente e descansar), duas vezes por dia. Ele diz que não é necessário fazer mais exercício que isto, e diz que isto rejuvenesce o corpo, pois os períodos de corrida intensa, faz (obriga) com que todo o organismo se ative, que toda a circulação se ative, e nos períodos de descanso, o corpo se recupera. Este tipo de exercício não coloca o corpo em modo de queimar gordura e o corpo não sente necessidade de acumular gordura para o caso de ser necessário na próxima vez que você for fazer exercícios, pois não é um tipo de exercício em que a pessoa fica se exercitando por muito tempo, queimando todas as suas reservas, mas sim, um período muito intenso, seguido de descanso para se recuperar. Ativa todo o corpo, não força o corpo, e nem há gasto desnecessário de energia. É como ligar o carro, deixá-lo ligado por 1 minuto, acelerar bastante por 30 segundos e depois desligá-lo. O carro permanece novo, sem grande gasto de combustível, o motor gira à alta velocidade, lubrificando tudo o que tiver que ser lubrificado, e todo o processo não leva mais que alguns minutos (no exemplo do carro).
Ainda não experimentei, mas gostei da idéia, pois traz bons benefícios, sem ter que gastar muito tempo e sem forçar o organismo em períodos longos de exercícios.

Abraços
Rick