Urinoterapia

Discussão geral de assuntos ligados ao sistema em que vivemos, isto é, o conjunto de regras, paradigmas, obrigações e convenções. Também inclui métodos alternativos de cura física, mental e emocional.

Urinoterapia

Mensagempor Espirito_eterno » sábado jul 21, 2012 1:37 am

O que vocês acham?



URINOTERAPIA
Uma alternativa simples para tratamentos de saúde

A Urinoterapia é uma técnica terapêutica que consiste na ingestão de urina ou em sua aplicação na pele por meio de compressas, fricção ou banhos de imersão. Embora a maioria dos ocidentais habituados à medicina moderna resista a ela, é uma técnica muito antiga, de eficiência comprovada por diferentes povos através dos tempos. Era utilizada na Índia, Tibete, Egito, Grécia Antiga e nas civilizações Inca, Maia e Asteca. Há registro de sua utilização até mesmo na medicina ortodoxa do Ocidente e não faz tanto tempo assim: em 1841, o Dr. Dioscorides publicou na Inglaterra o livro "O Tesouro Inglês", em que prescrevia urina para lavar feridas. No século dezoito, os dentistas de Paris usavam urina para limpar os dentes.

Durante a Idade Média era comum, na Europa, beber a própria urina como proteção contra a peste. Ainda hoje, os povos como o da Nicarágua, o da Arábia e o do Alasca utilizam urina para sanar males físicos. Até no Nordeste do Brasil e em muitas outras regiões, em áreas onde há falta de recursos médicos, a tradição popular recomenda a aplicação da urina de crianças para doenças de pele, urticárias e queimaduras por veneno de animais, como taturanas e águas-vivas.

Embora milenar e mundialmente difundida, a Urinoterapia foi desaparecendo à medida que a ciência e a tecnologia se desenvolviam. Isso talvez se explique pela grande pressão da indústria farmacêutica sobre a clínica médica e pesquisas científicas. Tratamentos naturais, na maioria das vezes considerados supertições, raramente são incluídos nos currículos das faculdades de medicina.

Não se deveria manter na sombra uma forma terapêutica que pode ser tão preciosa. Talvez seja uma terapia para casos extremos, mas já há pessoas - e haverá cada vez mais - que se encontram em situações agudas de sofrimento físico e psíquico, sem acesso a tratamentos tradicionais, quase sempre por falta de recursos. Em tais casos, a própria necessidade indicaria esse método terapêutico.

Além disso, beber urina significa quebrar condicionamentos arraigados. Somente ao se desligarem um pouco da atmosfera mental coletiva é que conseguem realizar tal ato. Para elas esse desligamento, por si só, já é profundamente curador.

Reencontro com a Urinoterapia

A situação crítica da saúde humana, a escassez de recursos materiais e as dificuldades da medicina moderna para solucionar os problemas que lhe são apresentados, pressionam hoje a população a encontrar formas simples, baratas e efetivas de tratamento.

Sabe-se que existem atualmente cerca de doze mil espécies de medicamentos alopáticos no mundo, e eles nem sempre resolvem o problema da saúde, cada vez mais agudo.

O uso abusivo de medicamentos artificiais enfraquece o organismo em geral e pode acabar levando-o à deficiência imunológica, o que, por sua vez, gera dependência a medicamentos cada vez mais fortes. Cresce o número de enfermidades incontroláveis e daquelas que a ciência não consegue explicar. Além disso, a vida urbana intoxica o organismo humano, muitas vezes com produtos de difícil eliminação.

Dentro desse contexto, voltamos a perceber que o corpo funciona como grande produtor farmacêutico, um laboratório de analgésicos, antibióticos, substâncias que reorganizam o sistema imunológico e até mesmo de certos hormônios que podem curar ou prevenir enfermidades.

A urina é um medicamento natural que nosso laboratório biológico inteligentemente produz, capaz de reequilibrar o organismo, estimulando suas funções de eliminação e defesa e devolvendo-lhe a vitalidade perdida.

O Que É a Urina

A urina é formada nos rins, por meio de uma filtragem laboriosa do sangue. Antes de ser filtrado pelos rins, o sangue passa pelo fígado, que lhe extrai as toxinas e as descarta por meio da bile, jogada no intestino. A função dos rins é a de manter o equilíbrio das substâncias no sangue e controlar a quantidade de água no corpo, e não, como usualmente se acredita, a de eliminar toxinas - trabalho executado pelo fígado. A urina, portanto, é um produto puro do sangue e não um amontoado de elementos tóxicos; ela não é um dejeto como as fezes.

Nos tubos urinários, 99% do líquido filtrado pelos rins é reabsorvido e volta a circular no sangue; só 1% desse líquido, mais ou menos um litro e meio, é diariamente excretado pelos rins, armazenado na bexiga e expelido como urina.

Apesar de sua composição química depender dos alimentos ingeridos, pode-se dizer que a urina é constituída de 96% de água e 4% de elementos orgânicos e inorgânicos. São eles:

1. Compostos inorgânicos: cloreto de sódio e outros sais de cloro, sais de enxofre; fósforo, sódio, potássio, cálcio, magnésio, cobre, flúor, iodo, ferro, zinco, ácido fosfórico e ácido sulfúrico.

2. Alguns dos compostos orgânicos: uréia, creatinina, amônia, ácido úrico, albumina e outras proteínas, além de 21 espécies de aminoácidos, aminas e ácidos orgânicos.

3. Hidratos de carbono: cetoácidos, ácido lático e ácido úrico.

4. Vitaminas: A, B, C, E, entre outras, e ácido pantotênico.

5. Hormônios: hipofisários, sexuais, prostaglandinas, ADH (hormônio antidiurético), entre outros.

Muitas substâncias empregadas em tratamentos são extraídas da urina: a alantoína, que ajuda na cicatrização de feridas e é ótimo anti-rugas; as globulinas, em especial as imunoglobulinas, que são anticorpos; a uréia, responsável pela capacidade bactericida da urina e pela ação inibidora do bacilo da tuberculose; a uroquinase, enzima vasodilatadora, que ajuda a evitar tromboses; o 3-metilglioxal, que destrói células cancerosas.

Quando o corpo está intoxicado, os rins não conseguem trabalhar com eficiência e deixam ir embora muitas substâncias necessárias. Ao se praticar a Urinoterapia, esses elementos vitais são repostos. Beber a própria urina, portanto, não é arriscado como muitos acreditam. Na verdade, a Urinoterapia não tem contra-indicações, nem mesmo se a pessoa está com infecção urinaria. A urina não é veneno essa idéia é um equívoco de sociedades industrializadas que perderam contato com a sabedoria da natureza


Texto retirado do livro "URINOTERAPIA: UMA ALTERNATIVA SIMPLES PARA TRATAMENTOS DE SAÚDE" - organizado por Denise Gontijo Machado, Editora Irdin, 1999.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Será que isso pode ajudar? Eu recomendo também para quem não conhece procurar saber um pouco de Auto-hemoterapia (reaplicação do sangue do próprio individuo em si mesmo, "talvez eu abra um tópico sobre isto"). Quem quiser fazer é recomendável tomar a urina da manhã (possui um hormônio que me esqueci agora), um copo descartável, você pode dissolver com água se quiser no inicio.
Algumas pessoas escolhem aprender devagar, outras em curto tempo, mas todos já sabem, estão aprendendo e saberão.
Avatar do Usuário
Espirito_eterno
Participação: CC
Participação: CC
 
Mensagens: 278
Registrado: domingo fev 12, 2012 5:52 pm
Localização: Existência

Re: Urinoterapia

Mensagempor Jacarishe » sábado jul 21, 2012 10:36 am

A urinoterapia é bem semelhante ao viver de luz. É um assunto extremamente controverso.
No viver de luz, há o argumento de que precisamos comer, pois até os animais comem e se não comem, morrem.
Na Urinoterapia, todos acreditam que a urina é um degeto como as fezes.
Mas se ela é útil ao organismo, porque é expelida ?
De qualquer forma, eu nunca beberia a minha própria urina...

Até Mais
A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original. (Albert Einstein)
Avatar do Usuário
Jacarishe
Participação: CC
Participação: CC
 
Mensagens: 226
Registrado: domingo dez 18, 2011 8:53 pm

Re: Urinoterapia

Mensagempor Espirito_eterno » sábado jul 21, 2012 12:47 pm

Mas se ela é útil ao organismo, porque é expelida?

A função dos rins é a de manter o equilíbrio das substâncias no sangue e controlar a quantidade de água no corpo, e não, como usualmente se acredita, a de eliminar toxinas


Bom, é o que dizem os defensores da prática, não sei. Em uma comunidade do Orkut muitas pessoas dizem que melhoraram a saúde com a prática, porém quando se trata de aplicação na pele os resultados nem sempre eram bons. Além de ter alguns efeitos adversos nas primeiras semanas de ingestão como diarreia.
No meu caso eu não faria pois acho que o que tentamos fazer é o contrário, cortar a dependência externa das coisas, então não faz sentido beber da própria urina, mas não tenho nada contra quem bebe sinceramente.

Até mais.
Algumas pessoas escolhem aprender devagar, outras em curto tempo, mas todos já sabem, estão aprendendo e saberão.
Avatar do Usuário
Espirito_eterno
Participação: CC
Participação: CC
 
Mensagens: 278
Registrado: domingo fev 12, 2012 5:52 pm
Localização: Existência

Re: Urinoterapia

Mensagempor Espirito_eterno » sábado jul 21, 2012 12:49 pm

Só uma coisa que me lembrei agora! Toda vez eu vejo meu cachorro bebendo da própria urina (pelo menos na manhã), sempre achei curioso, pois do lado dele tinha um balde com água para saciar a sede.

Até mais.
Editado pela última vez por Espirito_eterno em sábado jul 21, 2012 4:31 pm, num total de 2 vezes.
Algumas pessoas escolhem aprender devagar, outras em curto tempo, mas todos já sabem, estão aprendendo e saberão.
Avatar do Usuário
Espirito_eterno
Participação: CC
Participação: CC
 
Mensagens: 278
Registrado: domingo fev 12, 2012 5:52 pm
Localização: Existência

Re: Urinoterapia

Mensagempor Jacarishe » sábado jul 21, 2012 4:06 pm

Os animais são muito sábios e sabem o que fazem (o instinto é a intuição deles, suponho eu).
Se eles fazem isso é porque existe algo por trás. Portanto eu acho que isso é uma comprovação de que há efeitos benéficos.

Até Mais
A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original. (Albert Einstein)
Avatar do Usuário
Jacarishe
Participação: CC
Participação: CC
 
Mensagens: 226
Registrado: domingo dez 18, 2011 8:53 pm

Re: Urinoterapia

Mensagempor conhecimentosp » sábado jul 21, 2012 11:44 pm

Olá!!
Espirito eterno

No fundo não vejo nada de anormal, ainda mais depois que foram feitas as analises num senhor que tinha sua bexiga cheia de urina, e espantosamente ela voltava para o organismo como se o sistema estivesse ele mesmo recilcando a urina no processo de manter água no organismo.

Agora no caso de quem ainda não desenvolveu esta auto habilidade, um dos jeitos seria este mesmo, devolver ao organismo algo que na verdade é precioso para o organismo, mas devido ao volume e acreditar que seja residuo é jogado fora.

Valeu

Espirito_eterno Escreveu:O que vocês acham?



URINOTERAPIA
Uma alternativa simples para tratamentos de saúde

A Urinoterapia é uma técnica terapêutica que consiste na ingestão de urina ou em sua aplicação na pele por meio de compressas, fricção ou banhos de imersão. Embora a maioria dos ocidentais habituados à medicina moderna resista a ela, é uma técnica muito antiga, de eficiência comprovada por diferentes povos através dos tempos. Era utilizada na Índia, Tibete, Egito, Grécia Antiga e nas civilizações Inca, Maia e Asteca. Há registro de sua utilização até mesmo na medicina ortodoxa do Ocidente e não faz tanto tempo assim: em 1841, o Dr. Dioscorides publicou na Inglaterra o livro "O Tesouro Inglês", em que prescrevia urina para lavar feridas. No século dezoito, os dentistas de Paris usavam urina para limpar os dentes.

Durante a Idade Média era comum, na Europa, beber a própria urina como proteção contra a peste. Ainda hoje, os povos como o da Nicarágua, o da Arábia e o do Alasca utilizam urina para sanar males físicos. Até no Nordeste do Brasil e em muitas outras regiões, em áreas onde há falta de recursos médicos, a tradição popular recomenda a aplicação da urina de crianças para doenças de pele, urticárias e queimaduras por veneno de animais, como taturanas e águas-vivas.

Embora milenar e mundialmente difundida, a Urinoterapia foi desaparecendo à medida que a ciência e a tecnologia se desenvolviam. Isso talvez se explique pela grande pressão da indústria farmacêutica sobre a clínica médica e pesquisas científicas. Tratamentos naturais, na maioria das vezes considerados supertições, raramente são incluídos nos currículos das faculdades de medicina.

Não se deveria manter na sombra uma forma terapêutica que pode ser tão preciosa. Talvez seja uma terapia para casos extremos, mas já há pessoas - e haverá cada vez mais - que se encontram em situações agudas de sofrimento físico e psíquico, sem acesso a tratamentos tradicionais, quase sempre por falta de recursos. Em tais casos, a própria necessidade indicaria esse método terapêutico.

Além disso, beber urina significa quebrar condicionamentos arraigados. Somente ao se desligarem um pouco da atmosfera mental coletiva é que conseguem realizar tal ato. Para elas esse desligamento, por si só, já é profundamente curador.

Reencontro com a Urinoterapia

A situação crítica da saúde humana, a escassez de recursos materiais e as dificuldades da medicina moderna para solucionar os problemas que lhe são apresentados, pressionam hoje a população a encontrar formas simples, baratas e efetivas de tratamento.

Sabe-se que existem atualmente cerca de doze mil espécies de medicamentos alopáticos no mundo, e eles nem sempre resolvem o problema da saúde, cada vez mais agudo.

O uso abusivo de medicamentos artificiais enfraquece o organismo em geral e pode acabar levando-o à deficiência imunológica, o que, por sua vez, gera dependência a medicamentos cada vez mais fortes. Cresce o número de enfermidades incontroláveis e daquelas que a ciência não consegue explicar. Além disso, a vida urbana intoxica o organismo humano, muitas vezes com produtos de difícil eliminação.

Dentro desse contexto, voltamos a perceber que o corpo funciona como grande produtor farmacêutico, um laboratório de analgésicos, antibióticos, substâncias que reorganizam o sistema imunológico e até mesmo de certos hormônios que podem curar ou prevenir enfermidades.

A urina é um medicamento natural que nosso laboratório biológico inteligentemente produz, capaz de reequilibrar o organismo, estimulando suas funções de eliminação e defesa e devolvendo-lhe a vitalidade perdida.

O Que É a Urina

A urina é formada nos rins, por meio de uma filtragem laboriosa do sangue. Antes de ser filtrado pelos rins, o sangue passa pelo fígado, que lhe extrai as toxinas e as descarta por meio da bile, jogada no intestino. A função dos rins é a de manter o equilíbrio das substâncias no sangue e controlar a quantidade de água no corpo, e não, como usualmente se acredita, a de eliminar toxinas - trabalho executado pelo fígado. A urina, portanto, é um produto puro do sangue e não um amontoado de elementos tóxicos; ela não é um dejeto como as fezes.

Nos tubos urinários, 99% do líquido filtrado pelos rins é reabsorvido e volta a circular no sangue; só 1% desse líquido, mais ou menos um litro e meio, é diariamente excretado pelos rins, armazenado na bexiga e expelido como urina.

Apesar de sua composição química depender dos alimentos ingeridos, pode-se dizer que a urina é constituída de 96% de água e 4% de elementos orgânicos e inorgânicos. São eles:

1. Compostos inorgânicos: cloreto de sódio e outros sais de cloro, sais de enxofre; fósforo, sódio, potássio, cálcio, magnésio, cobre, flúor, iodo, ferro, zinco, ácido fosfórico e ácido sulfúrico.

2. Alguns dos compostos orgânicos: uréia, creatinina, amônia, ácido úrico, albumina e outras proteínas, além de 21 espécies de aminoácidos, aminas e ácidos orgânicos.

3. Hidratos de carbono: cetoácidos, ácido lático e ácido úrico.

4. Vitaminas: A, B, C, E, entre outras, e ácido pantotênico.

5. Hormônios: hipofisários, sexuais, prostaglandinas, ADH (hormônio antidiurético), entre outros.

Muitas substâncias empregadas em tratamentos são extraídas da urina: a alantoína, que ajuda na cicatrização de feridas e é ótimo anti-rugas; as globulinas, em especial as imunoglobulinas, que são anticorpos; a uréia, responsável pela capacidade bactericida da urina e pela ação inibidora do bacilo da tuberculose; a uroquinase, enzima vasodilatadora, que ajuda a evitar tromboses; o 3-metilglioxal, que destrói células cancerosas.

Quando o corpo está intoxicado, os rins não conseguem trabalhar com eficiência e deixam ir embora muitas substâncias necessárias. Ao se praticar a Urinoterapia, esses elementos vitais são repostos. Beber a própria urina, portanto, não é arriscado como muitos acreditam. Na verdade, a Urinoterapia não tem contra-indicações, nem mesmo se a pessoa está com infecção urinaria. A urina não é veneno essa idéia é um equívoco de sociedades industrializadas que perderam contato com a sabedoria da natureza


Texto retirado do livro "URINOTERAPIA: UMA ALTERNATIVA SIMPLES PARA TRATAMENTOS DE SAÚDE" - organizado por Denise Gontijo Machado, Editora Irdin, 1999.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Será que isso pode ajudar? Eu recomendo também para quem não conhece procurar saber um pouco de Auto-hemoterapia (reaplicação do sangue do próprio individuo em si mesmo, "talvez eu abra um tópico sobre isto"). Quem quiser fazer é recomendável tomar a urina da manhã (possui um hormônio que me esqueci agora), um copo descartável, você pode dissolver com água se quiser no inicio.
Avatar do Usuário
conhecimentosp
Participação: C
Participação: C
 
Mensagens: 146
Registrado: quinta jan 12, 2012 1:59 pm
Localização: Planeta Terra

Re: Urinoterapia

Mensagempor Espirito_eterno » domingo jul 22, 2012 1:58 am

Sim, o caso do Prahlad Jani.
Eu vi no seu canal de youtube, você dizer que ia até áreas verdes tentar absorver a humidade do ar com a respiração, você fazia isso como? Respirava pela boca?

Até mais.
Algumas pessoas escolhem aprender devagar, outras em curto tempo, mas todos já sabem, estão aprendendo e saberão.
Avatar do Usuário
Espirito_eterno
Participação: CC
Participação: CC
 
Mensagens: 278
Registrado: domingo fev 12, 2012 5:52 pm
Localização: Existência


Voltar para LIBERTANDO-SE DO SISTEMA / CURAS ALTERNATIVAS

Quem está ligado:

Usuário vendo este Fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

cron