Diário de Ric.Psicoluz (Ricardo)

Diários de pessoas que passaram pelo processo dos 21 dias. Descrição, dia a dia do que a pessoa sentiu, quais foram as dificuldades encontradas e como a pessoa lidou com o assunto.

Diário de Ric.Psicoluz (Ricardo)

Mensagempor rickadm » sábado ago 04, 2012 1:18 pm


Antes de ler o diário, recomendo que se leia primeiramente o Capítulo 8 do livro "Alquimia de Um Planeta", pois o relato do diário faz parte do livro, e portanto faz muito sentido ler primeiramente este capítulo do livro.
Para ler, clique no botão abaixo que vai ser aberto o link em outra página, isto é, este diário continuará aberto.





Meu Diário dos 21 Dias
Diário de Ric.Psicoluz (Ricardo)
- Processo realizado na primavera de 2005 -



INTRODUÇÃO

       Foi no Chile e durante a primavera do ano dois mil e cinco que me senti preparado para atravessar aqueles vinte e um dias que me habilitariam a “viver de luz...”. E assim se transcorreram minhas experiências nesta área que anteriormente competia tão somente aos santos ou pessoas reconhecidas como mais puras de alma:

       Agora me faltam dois dias e meio para o início da travessia! Neste momento, peço humildemente à minha Divina Essência Interior que este deserto seja pleno de “LUZ”... Para que a falta de comida seja substituída pela fome de AMOR... E a água pela sede de mais e maior FÉ! Que a minha entrega não seja em função de um mero jejum, mas antes que sinta irradiando-se por cada um de meus poros a Reverência, a Gratidão e o Reconhecimento Absoluto de que tenho diante a mim uma preciosa oportunidade de purificação e uma “Iniciação Sagrada!” De que este empenho seja, sobretudo, para que eu me torne um “instrumento algo mais Perfeito”, digno de ser tocado por Deus... E que a melodia produzida serene corações, traga Consciência da necessidade do Perdão, da Paz e do Amor Fraterno entre nossos semelhantes!
       Que a cada dia nos tornemos mais Unos e dignos de expressar toda Liberdade, Iluminação e Felicidade de Quem que nos criou originariamente à Sua Imagem e Semelhança! Esquecemos-nos, desde há milhares de anos, que nossos corações são “Cálices Sagrados” com todo o potencial divino para derramar, ininterrupta e abundantemente, o precioso néctar do Amor! Que cada um dos amigos e amigas aqui reunidos, possam sentir esta mesma devoção à sua Luz Interior e fazer esta travessia essencialmente em Seu Nome, porque as pequenas irradiações que partem de cada coração, quando perfeitamente unificadas, tornarão este quadrante cósmico um espaço de intensa Luz, Felicidade Real e Paz, que se estenderão sobre todas as Fronteiras da Criação!




DESCRIÇÃO DO PROCESSO DIA A DIA


1° Dia

       Iniciei o processo hoje, a partir da “zero horas”. Agora são vinte horas e acredito que o “preparado para bochechos” esteja ajudando bastante, porque momentos depois de utilizá-la foi notável a volta da salivação. Até este momento não senti fome ou sede e acredito que por dois motivos importantes:

              1- Estou certo de que se o jejum fosse somente para fins estéticos eu não teria este desprendimento todo... Já poderia estar irritado, louco por uma grande pizza e para tomar um galão de suco ou água. Porém, meses antes de iniciar o processo, venho refletindo continuamente sobre este momento e cheguei à conclusão de que este período haveria de tornar-se uma Iniciação Sagrada, uma sublime oportunidade de conseguir maior Integração com a Divina Essência Interior! Sinto que, isto, quando exercitado intensamente, aumenta desde o Amor por nosso Deus Interior, a confiança de que se está sendo amparado pelas próprias mãos de Deus e a nossa capacidade de resistência e persistência se multiplicam!

              2- Ao lermos o livro da Jasmuheen, “Viver de Luz”, constatamos que ela conversava com sua Divina Essência, com o ser elemental do corpo, os anjos, alguns Mestres e tudo o que tinha direito, antes, durante e após o processo. Esteve tão somente exercitando o mesmo direito que é concedido a cada um de nós, seres humanos criados com igual potencial de fé e realização e inclusive para pedir, tornar-se profundamente humilde e entregarmos nossas Vidas à Direção da Porção Divina que habita nosso interior; Ela que, em realidade, sempre se encontra disponível às nossas solicitações! Só depende de muitos de nós a consciência disto, uma vez que por falta de ousar antes não pudemos conhecer esta experiência e preferimos continuar dando poder às coisas externas, finitas e limitadas! Acho que neste primeiro dia, meus amigos, é tudo o que eu pude constatar e o que desejo igualmente a vocês: FÉ - DISCIPLINA – ENTREGA!




2° Dia

       Ontem me recolhi às 23h30min sentindo-me bem e leve; demorei-me um pouco para conseguir dormir e despertei às 05h35min; posso dizer que dormi umas cinco horas. Ao despertar parecia que tinha uma espécie de vibrador na boca, mais especificamente entre a língua e o céu da boca e cuja vibração se transmitia por todo o corpo através dos dentes. Lembrei-me de que momentos antes exagerei no “mantra OMMMMMMMM”; este som é conhecido como “o motor cósmico”, ouvido por quem atinge estados elevados de sintonia com o Universo. Ao ser pronunciado em tom grave, faz vibrar o chakra laríngeo com a finalidade de elevar a vibração eletrônica do ser e acelerar o processo de sutilização dos quatro veículos inferiores: físico, etérico, astral ou emocional e mental inferior.

       Hoje vou mais devagar, e não o dia todo com este exercício, porque a energia aumentou além do necessário. Naturalmente senti a língua um pouco aumentada e seca, mas escovei os dentes e a seguir fiz o bochecho, estando agora tudo praticamente normal. Não urinei tanto ontem, como a maioria dos companheiros relatou ter acontecido em seus primeiros dias, mas isto não constitui problema algum; talvez tenha relação com a alimentação sem sal e totalmente natural que já vinha adotando três semanas antes de iniciar a “travessia”: pela manha dois a três copos de vitamina composta por água, banana, maçã, aveia, ameixas pretas secas, uvas passas, algumas poucas castanhas e mel.

       Nos últimos três dias sem a castanha, mel e aveia, e no último dia apenas batendo banana, maçã sem casca e água e já sem almoço e depois, até às oito da noite, somente maçã e água. Daí por diante, somente água e até às 23:30h! Durante as três semanas anteriores, de sólido somente ao “café da manhã”, quando além da vitamina comia uma fatia de pão integral, um pouquinho de sal sobre ela e azeite de oliva; nas duas primeiras semanas ajuntava fatias finas de tomate sem casca, pepino ou alface; mas durante a última semana, nada de sólidos. Para o almoço creme vegetal bem batido e peneirado, intercalando a cada dia grão-de-bico, feijão branco ou mais comumente uma mistura de cenoura, beterraba e um pedaço de abóbora.

Noite:

       Fazem 46 horas desde o inicio do processo e para minha feliz surpresa ainda não senti fome ou sede; a não ser há pouco, quando alguém na cozinha tostou um pão com queijo e meu olfato foi agraciado com este aroma! Foi a primeira vez que senti a ação dos sucos gástricos no estômago; porém, imediatamente consegui dominar os pensamentos, os quais seriam desastrosos caso continuassem... Estou certo de que esta vitória sobre a fome e a sede em parte se deve a um procedimento que igualmente poderá ser útil para os que farão a travessia: Pelo menos uma semana antes de iniciar o processo, já vinha conversando com o elemental do corpo, minha consciência corporal, solicitando que iniciasse imediatamente o trabalho de retirar da energia prânica tudo o que fosse necessário para a manutenção de minha saúde; que os cremes e alimentos líquidos que ainda iria ingerir, por mais uma semana, fossem igualmente trabalhados, mas que a concentração de seus esforços fosse direcionada principalmente para a alimentação cósmica! Juntamente a este procedimento e durante a meditação matinal, evoquei à Divina Essência Interior que intensificasse o feixe de Luz Branco-Dourada da Energia Vital, visualizando-o entrando pelo alto da cabeça, preenchendo todas as células do cérebro, descendo pela coluna vertebral, preenchendo igualmente todas as células, átomos e elétrons do sistema nervoso central, medula óssea, canais condutores de energia, a pele e os pulmões.A estes dois últimos órgãos pedi que retirassem do ar toda a energia prânica necessária, redistribuindo-a para todos os tecidos do corpo, coração e demais órgãos, ossos, músculos, veias, artérias, sangue e finalmente, decretando a cada glândula endócrina e seu respectivo chakra que fabricasse somente os hormônios que conduzissem à saúde perfeita e ao rejuvenescimento geral.

       Naturalmente que os decretos são fundamentais, assim como exemplo: "Eu Sou a PRESENÇA COMANDANTE, decretando à minha consciência corporal que retire unicamente da energia prânica todos os nutrientes necessários à manutenção de minha perfeita saúde e disposição!” Outro: "Eu Sou a Ressurreição e a Vida de minha saúde perfeita e alimentação exclusiva através da Luz, mantendo-me sem qualquer necessidade ou desejo de água ou alimento!" E por aí vai, porque os Decretos constituem Ordens Diretas do Deus Interior e através de nossa vontade, desde que nossos propósitos estejam perfeitamente alinhados aos Planos Divinos para o Universo e sem causar dano a qualquer de suas criaturas! Quando não existe egoísmo de espécie alguma e nosso propósito principal é a Integração à “Face Divina” de nossa natureza, todo comando cedo ou tarde é precipitado em nossa experiência externa!




3° Dia

       Agradeço aos companheiros por todo apoio e energia positiva a mim enviada! Faltam menos de três horas para finalizar o terceiro dia de travessia e continuo me sentindo bem e positivo. Como já relatei no primeiro e segundo dias, o terceiro foi o mesmo: nada de dor de cabeça ou náuseas e o cansaço que sentia nas pernas ontem, hoje já não mais existe! Realmente, a Jasmuheen tinha razão ao dizer que o ideal seria manter-se o mais conectado possível com a Divina Essência Interior. Isto foi particularmente benéfico hoje pela manha, quando após uma noite sem dormir me levantei com uma espécie de tensão, assim como um misto de vazio e angústia dentro do peito e imediatamente senti que esta era a forma particular do meu corpo reagir, uma vez que estaria expulsando toxinas de dentro do organismo. Levantei-me, escovei normalmente os dentes, fiz o bochecho habitual, fui olhar o sol e, na volta, senti que deveria roubar três das rosas exuberantes das roseiras de nosso jardim e fazer um chá com suas pétalas.

       Antes tomei um banho, utilizando sabonete apenas para as regiões mais necessárias do corpo e utilizando bucha natural para o restante; isto revigora os poros da pele, promove uma limpeza sem qualquer agressão química e parece que a respiração cutânea fica mais natural e receptiva à energia prânica. Depois, foi só derramar o chá de pétalas sobre a cabeça, massagear sobre o chakra frontal, e laríngeo e deixar que escorresse por todos os demais centros de energia do corpo. Tive uma sensação muito agradável, pós-banho, mas a ansiedade voltou depois de algum tempo; sentei-me em uma espreguiçadeira ao ar livre e solicitei à Divina Essência e ao Guru Yogananda que retirassem todo pesar de minha alma, preenchendo-a com a Chama Dourado-Alaranjada da Alegria Divina e a Rosa-Rubí da Devoção e da Paz. O resultado foi praticamente instantâneo e fui invadido por um alívio, amor e paz tão grandes que permaneceram presentes até este momento em que escrevo, doze horas depois!

       Quanto à resistência física posso afirmar que hoje estou me sentindo mais forte, apesar de que a situação deveria estar apontando o contrário; decidi intensificar os Decretos e assim solicitei: “Eu Sou a Poderosa Luz de Deus que nunca falha, derramando sobre meu chakra da coroa Luz Branca Dourada da Energia Vital, fazendo-a penetrar em todas as células de minha mente e de meu corpo, nutrindo-me abundantemente com Luz, neste instante mesmo e para sempre!” A seguir chamei novamente o elemental do corpo à minha frente e orientei-o que deveria utilizar definitivamente a Luz como forma de alimentação, assim como já havia solicitado antes mesmo de iniciar o processo! Imbuído de muita Fé, sei que fui totalmente atendido, já que me sinto extraordinariamente bem! Aí está a prova viva de que nós, seres humanos, nos distanciamos tanto de nossa Fonte Divina que transferimos todo o poder que deveria ser atribuído a Ela para a nossa lógica cerebral, ego, personalidade, remédios e etc.




4° Dia

       Hoje começa o realinhamento energético, a transmutação do DNA em GNA, o novo código genético que está sendo implantado e tornará o ser humano mais receptivo às vibrações mais sutis da Nova Era. Novamente não me lembro de ter dormido, mas levantei-me com uma sensação realmente diferente, sentindo-me assim como uma espécie de "andróide", um tanto confuso e sem nenhum motivo aparente. Procurei não dar atenção a isto e fui contemplar o sol; depois tomei um banho e apesar de não estar sentindo aquele Amor que normalmente me acompanha no dia a dia, continuo exercitando a gratidão a Deus e aos Mestres Ascensionados, que agora estão me acompanhando com maior ênfase durante este trabalho de quatro dias. Ciente de que deverei dedicar três períodos diários de inatividade e perfazendo duas horas cada um para o perfeito realinhamento dos veículos interiores, a intuição me diz para utilizar o mínimo possível o raciocínio, durante estes dias.

       Às dez horas da manhã fiz a imobilização por duas horas, em completa gratidão e entrega aos Mestres da Luz e aos Anjos; realmente, foi possível perceber colunas de Luz se movimentando ao lado do corpo, enquanto eu estive deitado e apenas procurando sentir seu luminoso trabalho. Após levantar-me senti que todo aquele sentimento de vazio havia partido, restando somente uma “paz corporal” que raras vezes senti nesta vida. Horas depois ainda me sinto como quem esteja no mundo, mas também fora dele... Esta é a melhor definição, porém me sentindo muito melhor apesar da boca seca, ainda que o produto e água fresca para o enxágüe da boca não tenham faltado. Para acompanhar parte do trabalho dos Seres de Luz selecionei dois discos, sendo um muito especial chamado “Anjos” e outro, um de música new-age, do tipo chinês. Antes de iniciar evoquei as bênçãos da Mãe Divina, para que a atmosfera do quarto fosse carregada com a Sagrada Energia Feminina, o que ajudou muito, tanto em paciência como serenidade.




5° Dia

       Durante o dia tudo se transcorreu bem no que se refere aos três períodos solicitados para o realinhamento, porém sentindo-me um tanto confuso, o que se justifica por não ter dormido durante os três últimos dias. A certeza da entrega a uma Iniciação Sagrada é o que me mantém totalmente resoluto e imperturbável, mantendo-me posicionado com muita gratidão à Divindade Interior pela oportunidade desta experiência. O fato de não dormir provavelmente também se deva à intensa desintoxicação que certamente está ocorrendo, ainda que prefira este efeito colateral às dores de cabeça, náuseas ou dores generalizadas. Acredito que a maior das provações aconteçam no plano emocional e mental, porque foi por aí que os incômodos passaram a acontecer, o que difere bastante entre todos os que passam pelo processo.



6° Dia

       Durante este dia nada de muito especial ocorreu por ter sido bastante parecido ao dia anterior. Dediquei-me inteiramente aos três períodos de duas horas, aos quais dividi conforme sugestão do livro “Viver de Luz”: às 10:00h, às 13:00h e às 16:00h. Esta proximidade consciente com os Mestres e os amorosos Anjos, ainda que me sentisse "vazio", constituíram uma forma maravilhosa de sustentação, porque sempre me sentia melhor após cada período de imobilidade. Já não durmo há cinco dias e quatro noites e isto provoca maior confusão nos pensamentos, mas a leitura contínua dos livros “Yogananda – Autobiografia de um Iogue”, “Mistérios Desvelados”, “A Presença Mágica” e “Discursos de I AM”, preenchem-me com força e impulso magníficos, apontando para um horizonte cada vez melhor! Em suma, estes últimos dois dias se transcorreram como dois cipós ressequidos, que sobem agarrando-se a uma árvore de Sabedoria e previsões de um futuro bastante otimista! Fazia bochecho com água e pedaços de gelo, a cada momento do dia e da noite e foi uma tortura ter o “precioso líquido” tão perto da garganta e ser obrigado a cuspi-lo.



7° Dia

       Durante esta noite posso dizer que perdi o significado do que fosse dia ou noite, porque cochilava ocasionalmente e consciente de que já não dormia a aproximadas cento e cinqüenta horas. Mas a certeza de que ao final deste dia tomaria toda a água que me fosse possível, como que brindando uma imensa vitória sobre o ego, esta sensação não poderia ser traduzida em palavras! Esforcei-me reunindo todas as forças que ainda podia encontrar, dentro deste verdadeiro deserto em meu interior e coloquei uma série de músicas inspiradoras, dedicando-me aos três últimos períodos de imobilidade que somente eram entrecortados pelo movimento vicioso de levar água gelada à boca e cuspi-la em um balde ao lado da cama.

       Finalmente soaram seis horas da tarde! Como tinha proposto tomar o primeiro "gole" ao sol poente, tinha que fazer alguma coisa para passar o tempo; fui ao jardim, pedi licença ao elemental das roseiras e colhi três rosas de um lindo amarelo e mais outras três de um cor-de-rosa que lembra a freqüência vibratória do Amor Divino... Fiz um chá de quase três litros, enchi a banheira, juntei o chá à água e eu junto; "quase conseguindo rir" ao fazer humor, imaginei o barulho “tssssssss” e a “fumacinha” se elevando daquele líquido abençoado e morno. Ao sair sentia-me sonolento, quase tonto, mas muito melhor do que antes. Já eram 19:00h e fui dar uma última olhada no sol, praticando os exercícios respiratórios que pareciam infindáveis; porém, às 19h20minh e o sol desaparecendo no zênite, tomei o esperado copo de água entre as mãos, ergui-o ao alto e fiz uma oração de agradecimento. Sorvi o "licor dos deuses", misturando cada gole com a saliva que agora surgia agradecida; foi um verdadeiro momento de apoteose ao constatar o quanto todo o sofrimento dedicado a Deus valera a pena! Vitória contra o sono, vitória contra a boca que já mal expelia palavras exatas e com coerência, vitória sobre o ego e para aumentar minha felicidade percebi que, desde o princípio, Deus nunca deixou de estar segurando a minha mão.

       Agora já fazem três horas desde que comecei a tomar líquido e já devo ter ingerido bem uns dois litros e meio. Parece que sinto minhas forças voltando, uma maior clareza de consciência, já que antes da água eu não conseguiria escrever nada de coerente. Já posso sentir que dormirei muito bem esta noite e que amanhã será um lindo dia... ESTOU CERTO DISTO, por que já posso sentir a profunda Presença do Amor dentro de mim.




8° Dia

       Esta noite dormi bem umas sete horas! Já fui ver o sol nascer devidamente acompanhado dos exercícios respiratórios para fixar a energia prânica, após tomei um banho e agora me sinto muito bem! Porém, esta sensação de que estarei livre de maiores dificuldades durante as próximas semanas já está caindo por terra. Não sinto fome alguma, mas muita sede ainda e já foram três litros, entre água e suco diluído a vinte por cento durante estas últimas doze horas, desde que sorvi meu primeiro gole! Passo a sentir que muita coisa ainda haverá de ser realizada nos corpos emocional e mental inferior, assim como no físico. A presença subjetiva de certa tensão às vezes me sussurra: "Hei, eu ainda estou aqui... Assinado: sombra!" Então, me resigno em profunda Humildade e gratidão a Deus, porque Sei que terei a Presença abençoada de Mestres e Anjos durante as duas próximas semanas de Cura e Integração e, sobretudo o Abraço Luminoso, o conforto “paterno e materno” de minha Divina Essência Interior, razão primeira de meu viver...

       O espírito de fraternidade, a solidariedade humana, são coisas que me comovem profundamente... É tudo o que falta neste mundo para que os seres humanos façam jus ao nome de “irmãos”; por isto os ensinamentos de Cristo evidenciavam com tanta constância a necessidade de se cultivar o Amor a Deus e aos semelhantes, naturalmente! Quero agradecer por todos os e-mails particulares que tenho recebido e pelo forte apoio, aqui também neste espaço; é lindo ver pessoas que vibram com as vitórias de seus iguais, ainda que não os conheça: “Este é o verdadeiro espírito da Nova Idade de Ouro que aí está”.

Pausa para reflexão:

       Para efeito de maiores informações, gostaria de aqui repassar alguns detalhes referentes à fase preparatória: Comecei a correr “de leve” três meses antes do processo, comprei um saco destes de Box, com serragem dentro, o que me trouxe maior resistência física, além de induzir à benéfica e diária transpiração. Faltando dez dias para o início da travessia pedi ao Deus Interior que gostaria de uma desintoxicação inicial, o que se manifestou no dia seguinte na forma de uma gripe bastante forte, com direito a febre e cama, deixando-me debilitado por uma semana. Naqueles dias, minha resistência pareceu ir “a zero” e comentei com minha companheira que talvez fosse prudente adiar a data do início do processo a fim de me recuperar... Mas a resposta dela foi maravilhosa: “Tenha Fé!” E então refleti: “Realmente, a gripe veio para cumprir exatamente a desintoxicação solicitada; ou confio minha entrega a Deus, ou não!”

       Três dias antes do início eu estava aparentemente bem, fazendo os exercícios de respiração e focalização da Energia Vital entrando pelo alto da cabeça, preenchendo todas as células da mente e do corpo e então resolvi “botar o pé na pista”; para a minha surpresa meu desempenho se revelou melhor que o anterior à gripe! Enfim, mais uma importante lição aprendida: “Quando se pede a Deus... CONFIE! Porque para a Onipotência Divina tudo é possível e acontece exatamente na medida da nossa Fé!”

       Quanto à massa corporal, há apenas três meses eu pesava por volta de oitenta e sete quilos; um dia antes do processo, após haver praticado exercícios diários e ter me alimentado basicamente com caldo de legumes durante duas semanas, já tinha perdido quatro quilos e agora, transcorridos oitos dias de processo, perdi mais oito quilos; ou seja, aproximadamente um quilo por dia! Este fato, por si só, já seria de avermelhar quaisquer médicos ou cientistas convencionais! Desde que decidi realizar esta experiência venho conversando com a Essência Divina e o elemental do corpo, solicitando que meu peso se estabilize no nível ideal segundo minha altura, o que deverá oscilar entre 75 e 77 kg; hoje me pesei e o resultado foi comovente: 75 quilos cravados! Agora continuarei conversando com minha Amada Presença e a “consciência corporal”, para que mantenham minha aparência agradável, peso estável e em perfeito processo de rejuvenescimento! Um amigo que não encontrara há duas semanas se surpreendeu com meu aspecto dizendo que parecia bastante mais jovem que antes! Queimei qualquer tendência à vaidade na Luz Azul Purificadora e lhe agradeci, dizendo que isto era tão somente o resultado de minha Fé no Ser Superior, aquele que tudo sabe e para o qual tudo é possível.

       Esta é a segunda semana, a que corresponde ao processo de “cura” e que se realiza de forma holística, em todas as dimensões de que somos formados, beneficiando além do físico aos corpos etérico, emocional e mental inferior. Tenho sido muito grato e direcionado intenso e constante Amor aos Seres de Luz que têm me acompanhado durante o processo, prestando-me esta ajuda absolutamente impagável... Ainda me sinto um pouco “vazio”, mas segundo a Jasmuheen isto é perfeitamente natural, uma vez que o "espírito saiu do corpo" e retornará somente a partir do décimo quinto dia! Mais uma vez obrigado a todos por tão importante apoio e que este meu relato venha a contribuir, de alguma forma, para os que algum dia pretendam realizar esta mesma experiência.




9° Dia

       Neste nono dia já me sinto melhor que ontem, uma vez que dormi novamente por sete horas! Desde ontem e até às duas horas da tarde de hoje, já tomei aproximados quatro litros de líquido, entre água e suco diluído, mas a micção ainda era bastante desproporcional à quantidade de líquido ingerido. Acredito que todas as células do corpo estejam voltando a se hidratar, o que explica “o misterioso desaparecimento da água”; porém, há poucos instantes esta questão voltou à sua normalidade e se tornou novamente automática: água e banheiro!
Estou sentindo um intenso processo de cura, em todos os níveis e uma dedicação impressionante por parte dos Anjos; porém, quando busco sentir a presença deles, percebo que ainda não estou perfeitamente conectado à “Fonte”; aquela sensação de vazio ainda persiste, mas em menor intensidade e raramente apresenta-se qualquer vestígio de angústia. Resumindo, posso dizer que ainda é um período de confusão emocional, se bem que em nada se compare à primeira semana e já posso sentir que isto é realmente provisório.

       Um fato interessante foi quanto à pressão arterial, porque há aproximadamente um ano venho tomando um medicamento suave para mantê-la estável e quando me esquecia de tomá-lo logo sentia dor de cabeça. Deixei de tomar o remédio um dia antes de iniciar o processo e que grata surpresa; parece que desta disfunção circulatória eu já não sofro mais! Há um ano atrás meu médico afirmou que necessitaria tomá-lo pelo resto de minha vida, mas ele certamente não contava com a possibilidade de uma intervenção Divina... Com relação ao peso, mais uma feliz constatação, porque tendo perdido por volta de um quilo por dia durante sete dias, "o lógico" seria que continuasse a perdê-lo, já que não me alimentara mais; porém, “que maravilha”: o mesmo peso que tinha ontem se mantinha hoje: setenta e cinco quilos e nada menos! Meu pedido à Divina Essência foi atendido plenamente quanto à estabilização da massa corporal e em seu nível ideal. A boca ainda seca um pouco se não a molho a cada vinte minutos, mas isto também já está retornando à normalidade.

       Momentos de bastante Paz também têm ocorrido e confio em Deus que eles crescerão em constância e intensidade, durante e após estes vinte e um dias. Que as bênçãos de todos os Seres de Luz responsáveis por estas magníficas semanas de cura, repousem sobre a cabeça de cada um dos irmãos e irmãs que igualmente decidirem realizar esta travessia dos vinte e um dias!




10° Dia

       Olá, amigos! Tudo está caminhando muito bem, apesar de estar sentindo um pouco de cansaço, mas nada que me desmotive a andar pela casa, tomar sol e preparar sucos! Esta noite dormi por volta de quatro horas, fato este esperado para quem passe pelo processo dos vinte e um dias, quando as costumeiras horas de sono antes necessárias são reduzidas naturalmente pela metade ou menos e sem fazer qualquer falta... E é exatamente isto o que estou sentindo, “boa disposição”!



11° Dia

       O dia amanheceu esplendido! Dormi novamente esta noite por sete horas e não sinto mais o cansaço de ontem nas pernas e no corpo. Percebi que o tipo de intoxicação que me levava à sensação de esgotamento seria algo como uma espécie de toxina emocional e ou mental somatizadas no corpo físico! Tal conclusão teve como base o fato de que ao banhar-me, notei que a pele por todo o corpo e os cabelos estavam como que recobertos por uma substância invisível, mas aderente; uma espécie de viscosidade que até ontem não existia. Frente a isto abri uma exceção quanto a servir-me apenas de bucha natural para o banho e utilizei bastante sabonete junto à bucha, até sentir que estava completamente livre daquilo; mesmo nos cabelos muito sabão antes do xampu, o que resultou em uma limpeza completa, trazendo-me uma grande sensação de leveza e libertação.



12° Dia

       Hoje está sendo muito mais fácil induzir-me ao relaxamento e conseguir um bom nível de meditação; ela é como um maravilhoso bálsamo nestes dias em que “alguma coisa está faltando dentro...” Já não sinto mais aquele "vazio" de antes, mas simplesmente a vontade de novamente vivenciar aquele “estado de paz” já tão conhecido e ao qual já teria conquistado em alguma existência anterior. A fé inabalável em que as fases difíceis da vida são apenas pontes, sempre nos coloca novamente tranqüilos; retomamos ou nos abrimos para novos e saudáveis ideais e nos tornamos novamente serenos! Este é um detalhe a ser considerado por todos os que pretendem passar pelo processo, que conscientizar-se de que este é um período de imperdível oportunidade para o aprendizado, o autocontrole, o desenvolvimento da paciência e o exercício da Fé...

       Por tanto, meus amigos, não façam' a travessia enquanto não tiverem vinte e um dias completos de disponibilidade e para a dedicação exclusiva ao seu Deus Interior! Não pode haver pressa e nem ansiedade ou preocupações com o mundo exterior; apenas uma profunda “Entrega” de suas Vidas ao Amor, à Sabedoria e ao Poder que residem dentro de cada ser humano, apenas aguardando para entrarem em Ação! Quão mais Sagradas forem consideradas estas três semanas e quanto mais gratidão dispensarmos à nossa Divina Essência, aos Mestres e aos amigos Anjos que estarão nos cuidando, maiores os níveis de unificação e ascensão vibratória. Percebamos que estamos sendo desintoxicados, realinhados e curados, buscando conscientemente nossa reintegração à plenitude da paz, do Amor e da Alegria Divina, certamente um dos momentos mais importantes de nossas existências.

       Algo que até o momento está sinalizando sucesso a este empreendimento é o fator peso, porque cinco dias após a primeira semana, período em que perdi aproximadamente um quilo por dia, a balança ainda se mantém sem baixar um grama! Fato estupendo porque para a realidade científica, continuando sem comer eu deveria me manter baixando o mesmo quilo diário ou algo parecido. Sinto-me completamente seguro e como que conduzido pelas próprias “mãos de Deus”! Lembremo-nos sempre: “A LUZ DE DEUS NUNCA FALHA” e apenas nos basta estarmos perfeitamente alinhados aos Ideais Divinos!




13° Dia

       Hoje, como ontem, dormi por volta de quatro horas, quando minha necessidade de sono sempre foi por volta de sete. O interessante é que estou seguro de que seja indiferente dormir a mais ou ter menos horas de sono, como se o dormir estivesse se tornando praticamente desnecessário. Estou bastante mais desintoxicado e tenho uma deliciosa sensação de independência da consciência ou despreocupação com relação às necessidades ou funções biológicas do corpo. É algo difícil de explicar, mas é como se ela, a consciência, realmente não fosse uma função exclusivamente cerebral; o cérebro está ali, realizando perfeitamente tudo o que lhe compete, enquanto que o Ser, a Mente, está mais à parte, livre e descompromissado, assim como um expectador... Ainda que permaneça faltando algo aqui, dentro do peito, tudo está meio que em estado de suspensão, uma expectativa que eu definiria como benéfica...



14° Dia

       Bem, hoje é o último dia da segunda semana, correspondente à cura e ao realinhamento dos sete chakras e dos veículos inferiores; estou me sentindo muito bem, nada de dores ou cansaço em qualquer parte do corpo! Pela manha sentia como se o cérebro estivesse um pouco maior ou apertado dentro do crânio, o que causava um pouco de desconforto, mas após uma longa meditação e Decretos à Presença Divina, aquela pressão cerebral desapareceu por completo e fui tomado por um estado de serenidade agradabilíssimo. Pressinto que esta próxima semana, a da “Reintegração”, será realmente abençoada! Segundo os Grandes Mestres, não há melhor atitude do que aquela que combina alegre Expectativa e Fé! Não há dia em que não agradeça à Divina Essência Interior, depois aos Mestres Ascensionados, aos maravilhosos amigos Anjos e às Legiões da Luz, por mais esta oportunidade de “Renascimento” e pela consciência de que poderei me tornar bastante mais útil a Deus e aos meus semelhantes do que o fui até este dia...



15° Dia

       Anteontem quis variar nos líquido e fiz um suco bastante diluído de pêssegos, mas creio que estavam um pouco ácidos e me provocaram uma dor de cabeça que permaneceu dois dias em minha companhia; nada muito forte, mas aquela sensação aborrecida que não nos permite a uma avaliação precisa do que está ocorrendo em nosso mundo. Aprendi a lição e agora me parece que está tudo bem, a não ser uma pressão incômoda dentro da cabeça, mas que acredito irá melhorando gradativamente. Já posso sentir uma “leveza especial”, ainda que algo necessite ser preenchido dentro do peito; certamente que a "volta total do espírito", assim como descreve em seu livro a Jasmuheen! Assim, entre ontem e hoje, nada de mais significativo a acrescentar, a não ser que estes pequenos incidentes tendem a alterar o nível de motivação de quem passe pelo processo... Ao invés de preocupação, busco acreditar que seja mais um teste ou oportunidade de desenvolver a persistência. “Para o alto e em frente!”



16° Dia

       Nada a acrescentar, porque bastante parecido ao dia anterior.



17° Dia